Edição nº 7212

Gabão: mais um golpe militar contra dominação francesa na África
Presidente já estava no país desde 2009 e havia acabado de ser reeleito em pleito bastante controverso
Taxação dos fundos exclusivos: uma medida positiva do governo
Taxar os setores mais ricos representa algum avanço, mas para uma mudança real é preciso um plano que isente salários e jogue o peso dos tributos sobre a burguesia
Pau que bate em Glauber, bate em Braga
Com a clareza de que a violação do direito de um é a violação do direito de todos, a esquerda brasileira deve apoiar se insurgir contra os desmandos absurdos dos juízes
Edição de Hoje em PDF
Editoriais
Colunistas
Venezuela: confrontando o imperialismo
CPI do MST: a institucionalização do fascismo prossegue
O papel das direções na categoria bancária
Como morrem os pobres
Polêmicas
Na busca de pressionar por seus interesses, a burguesia define como políticos todos aqueles que não controla, e como técnicos os bem adestrados, em todas as áreas
Articulista do Opinião Socialista delira em plena luz do dia, dizendo que imperialismo não enviou armas suficientes para os Ucranianos e defendendo que só importam vidas ucranianas
Imprensa pró-imperialista acusa sauditas pelos crimes dos europeus no futebol
Destaques
Com presença do cônsul de Cuba e pré-estreia de documentário denunciando os impactos do bloqueio
A criminosa política de juros é uma camisa-de-força ao desenvolvimento nacional e nos condena ao atraso
Desenvolver a capacidade de se defender com armas nucleares é uma necessidade para todos os países oprimidos
União Europeia aprova marco regulatório que alarga o caminho da censura e controle totalitário da internet
Veja de onde vem o ódio da população gabonense pelo presidente deposto por um golpe nesta quarta-feira
Em entrevista ao Franceinfo, Thomas Borrel declarou que a destituição de Ali Bongo é um sinal positivo para a luta contra a dominação francesa na África
Artigos Secundários
Sindmetro-PE considera vitoriosa o resultado da paralisação que durou 23 dias
Na quarta-feira (30), a União Africana (UA), organização composta por 55 países africanos, condenou o golpe militar que derrubou o presidente Ali Bongo no Gabão
Estaria o mandante africano com medo de que o mesmo que aconteceu no Gabão aconteça em seu país?
Posição dos países dominados pelo imperialismo na África em relação ao golpe no Gabão são um bom sinal em relação ao caráter do movimento no país
“Os homens e mulheres gaboneses devem ser capazes de decidir livre e autonomamente sobre o seu futuro”
Ex-chefe da Guarda Republicana foi nomeado na tarde da quarta-feira (30)
“A junta militar do Níger anunciou a anulação de todos os acordos com a França no domínio da segurança e de questões militares”, informou o canal Al Arabiya
Antes mesmo do golpe, o clima já era de desconfiança total frente às eleições do país africano
Não se sabe ao certo quais serão as próximas ações do novo governo gabonês, mas os soldados franceses podem ser expulsos do território do Gabão
Alto Representante da União Europeia para Assuntos Estrangeiros e a Política de Segurança reprovou golpe no Gabão nesta quarta-feira (30)
“[…] façam barulho porque as pessoas aqui me prenderam”, disse o agora ex-presidente do Gabão
General gabonês concedeu uma entrevista ao Le Monde poucas horas depois de anunciar a derrubada do presidente do Gabão, Ali Bongo
Ali Bongo era parte de uma dinastia que já governava o Gabão há 56 anos
Confira imagens do Gabão após o anúncio do fim da “era Bongo”
Olivier Véran anunciou que Paris condena o “golpe militar em curso no Gabão”, afirmando que estão “acompanhando de perto a evolução da situação”
“Agora, o Gabão só conseguiu livrar-se do seu fantoche presidencial através da intervenção dos seus militares”
Grupo de militares de alta patente colocaram o presidente Ali Bongo em prisão domiciliar e dissolveram o Senado e a Assembleia Nacional, anulando as últimas eleições

Edição em PDF

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.