Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Contra a privatização

Após quase um mês, metroviários encerram greve em Pernambuco

Sindmetro-PE considera vitoriosa o resultado da paralisação que durou 23 dias

 A greve dos metroviários de Recife, capital pernambucana, iniciada em 2 de agosto foi encerrada na última sexta-feira, dia 25, por decisão dos metroviários após assembleia realizada na Praça da Greve, localizada na Estação Central da cidade. No dia anterior, a categoria havia se reunido com representantes do governo federal e da CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos).

 De acordo com a publicação do Sindmetro-PE, o resultado obtido com a paralisação foi vitoriosa. A proposta foi aprovada por 112 votos favoráveis e 62 contrários.

 Porém, de acordo com o presidente do sindicato Luiz Soares, a categoria apesar de ter voltado às atividades nesta segunda-feira, permanece em estado de greve até o dia 5 de setembro, quando haverá nova assembleia para avaliar a resposta dada pela CBTU.

Os itens aprovados pela categoria foram os seguintes: 

  • IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de 3,45% para toda a categoria.
  • Piso salarial distribuído em 5 níveis (quem está do nível 110 pra baixo, recebe 5 níveis. Quem está do 111 para cima recebe o que faltar para chegar até 115).
  • Garantia de ACE em caso de privatização ou extinção.
  • Garantia do Dia do Metroviário.
  • Garantia redução da jornada de trabalho para quem tem filho com deficiência, sem a redução do salário.
  • Revisão ao estudo do PES para ser apresentada a criação da comissão de estudos em menos de 20 dias.

A greve foi iniciada por tempo indeterminado, sendo a terceira paralisação em menos de um mês. As reivindicações eram por ajuste salarial, melhorias no sistema e retirada da CBTU do programa de privatizações.

No dia 10, houve assembleia que decidiu pela continuidade da greve, após a rejeição da primeira proposta apresentada pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos.

Na ocasião, houve diversas críticas ao governo federal, principalmente pela questão da privatização. “O presidente Lula precisa saber que quem o elegeu não foram os empresários privatistas e sim a classe trabalhadora. Retiramos o inominável do poder e colocamos Lula no lugar dele, após ele nos prometer a retirada da CBTU do Programa Nacional de Desestatização. Oito meses se passaram e nada foi feito. Iremos para cima fortes, unidos e sem medo”, afirmou o maquinista Leandro Félix em publicação do Sindmetro-PE.

A greve dos metroviários de Recife mostra que o impedimento de privatizações de novos setores da economia nacional e a reversão daquelas já realizadas, principalmente após o golpe de 2016, não serão feitas somente através da via institucional, a mobilização dos trabalhadores é fundamental para a conquista desses objetivos.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.