Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Frigoríficos

Reposição de 100% de reajuste para trabalhadores dos frios

É preciso dobrar os salários dos operários em frigoríficos para repor todas as perdas ao longo dos últimos anos


Os trabalhadores nas indústrias de carne, derivados e dos frios no estado de São Paulo têm como data base o mês de novembro, no entanto, ao longo dos anos, diante do governo Bolsonaro, a situação desses operários em relação às condições de vida e trabalho estão cada vez mais difíceis, além de sofrerem enorme perda em seus salários.

As negociações de reajuste nesse período foram sempre rebaixadas, sendo ele, na maioria das vezes, inferior à manipulada inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor através do Instituto Brasileiro  de Geografia e Estatística (IBGE). Além do trabalhador ter seu salário reajustado uma única vez por ano, em contrapartida, os patrões, os donos de frigoríficos, reajustam quando e quanto querem seus produtos.

Para ver o tamanho da ganância dos patrões do setor frigorífico, os levantamentos realizados por órgãos como o Departamento Intersindical de Estudos Socioeconômicos entre a proteína animal e aves, os produtos tiveram alta muito acima da inflação, determinados casos em mais de 10 vezes no período de apenas dois anos, e a carne bovina e suína são das principais, bem como a de aves.

Para se ter uma ideia do tamanho da exploração às custas do suor e sangue dos trabalhadores por causa da busca de cada vez mais lucro, o grupo JBS/Friboi, somente nos dois primeiros trimestres deste ano, já obteve 8 bilhões de lucro líquido, podendo, sem medo de qualquer erro, atingir, no final do ano, de 12 a 15 bilhões de lucro, assim como os demais frigoríficos. 

O rebaixamento dos salários dos trabalhadores se dá em todos os setores da economia, e sequer acompanhou a famigerada inflação manipulada por Bolsonaro e seu assecla Paulo Guedes, em virtude do aumento de produtos e serviços, a exemplo do aluguel, luz, água e gás de cozinha, combustíveis (gasolina, álcool, diesel), enfim.

100% de aumento já!

Os trabalhadores em frigoríficos reivindicam de seus patrões não menos que 100% de reajuste salarial, bem como:

Redução na jornada de trabalho para 35 horas semanais, sem redução nos salários;

Salário mínimo de R$ 7.000,00;

Cesta Básica de 45 quilogramas;

Convênio médico gratuito para todos os trabalhadores e suas famílias;

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carne, Derivados e do Frio está percorrendo os frigoríficos nas diversas regiões de São Paulo e nos demais municípios para debater com os operários sobre a campanha salarial com boletins, cartazes, adesivos, e fazendo reuniões nas portas das fábricas das diversas regiões.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.