Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Horário de verão

Que os trabalhadores decidam

São os trabalhadores da cidade e do campo que devem opinar e decidir acima dos interesses dos grandes capitalistas e das veleidades da classe média


Cerca de 2,5 milhões de pessoas já se posicionaram em enquete lançada no  perfil no twitter do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre uma possível volta do horário de verão.
A consulta informal, em tese estaria acessível a cerca de 20 milhões de brasileiros que têm conta nessa rede social.

Até o dia de ontem, cerca de 2/3 dos votantes haviam se posicionado a favor da medida e 1/3 contra.

A conversa simpática de Lula, que tem mais de 6 milhões de seguidores naquela rede social, no entanto, está longe de dar conta do problema que, para muitos diz respeito simplesmente a apenas a uma questão econômica, a economia de energia, ou está ligada a uma possível comodidade de ver o horário diurno se alongar por mais uma hora durante a vigência da medida, como seu deu em anos passados. E dessa forma, aproveitar o fim da tarde para momentos de lazer, quando o sol ainda não se pôs.

Para dezenas de milhões de brasileiros, a imensa maioria da classe trabalhadora, no entanto, não é disso que se trata.

Para quem tem que acordar de manhã cedo, muita das vezes de madruga, para sair para trabalhar, a questão do horário de verão não encerra uma possibilidade de lazer, mas a condenação` diária a ter que acordar ainda mais no meio da noite para enfrentar um longo período de deslocamento e uma extenuante jornada de trabalho.

Defensora dos interesses dos capitalistas, a imprensa burguesa em geral apoia a medida.

Repostagem do Portal da Globo, G1, apresenta entre as vantagens do horário de verão a economia de energia, a idéia de que a hora adicional de sol estimula as pessoas a ficarem mais tempo nas ruas (o que promoveria maior movimento no comércio), alega com impactos positivos no trânsito, nos transportes públicos e na segurança pública e o aumento da possiblidade fazer exercícios físicos ao fim da tarde e aproveitar melhor o espaço público, o que em geral não acontece para os setores mais pobres da população. A própria reportagem aponta como  desvantagens,  também segurança pública, do ponto de vista dos trabalhadores (para nós o mais importante) que, durante o período, deixam suas casas ainda antes do nascer do sol; também são inúmeros os problemas com transtornos em rotinas, alteração do relógio biológico, e até mesmo pesquisas científicas que sugerem que a transição pode causar problemas como falta de atenção, de memória e sono fragmentado.

Em um tema como esse, como muitos outros, a opinião de um um burguês ou pequeno burguês (quem tem mais acesso ao twitter que a maioria da classe operária) não pode ter o mesmo peso, ainda mais em um governo que quer se colocar do lado dos interesses dos trabalhadores brasileiros e das suas organizações, que foram as principais responsáveis pela sua eleição.

No mínimo, o tema precisa ser apreciado justamente por aqueles cuja vidas serão seriamente afetadas afetadas pela medida.

O governo Lula vai se iniciar em meio a um País divido, no qual a oposição!ao de direita, liderada por Bolsonaro, vai continuar buscando dividir o País em torno de questões que diga respeito à pauta de costumes, questões morais, que a direita empunha com política em geral reacionária, mas muitas das vezes se apoiando em posições que encontram apoio entre milhões de brasileiros.

Se o governo Lula considera que o tema deva ser debatido entre os brasileiros que o faça em busca num clima de confraternização, com os trabalhadores por meio de seus sindicatos e outras organizações populares, que devem voz ativa e decisiva em um tema importante. Que o próprio governo determine um estudo dos órgãos da área da saúde, sob o controle dos trabalhadores sobre o tema.

Que os trabalhadores da cidade e do campo em geral sejam chamados a opinar e que sua opinião seja colocada acima dos interesses dos grandes capitalistas e das veleidades da classe média.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.