Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Inimigos do povo

Quais parlamentares do DF votaram contra Bolsa Família de R$ 600

Dos 8 deputados federais que compõem a bancada do Distrito Federal na Câmara do Deputados, cinco votaram contra a PEC que libera recursos fora da regra do teto de gastos


– Brasil de Fato – Dos 8 deputados federais que compõem a bancada do Distrito Federal na Câmara do Deputados, cinco votaram contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que libera recursos fora da regra do teto de gastos para custear a manutenção do Bolsa Família de R$ 600. A votação em primeiro turno ocorreu na noite desta terça-feira (20).

Ao todo, foram 331 votos a favor e 168 contrários. A PEC precisava do apoio mínimo de 308 parlamentares. Pelo DF, foram contrários à medida as deputadas Bia Kicis (PL), Paula Belmonte (Cidadania) e Celina Leão (PP), esta última eleita vice-governadora, além dos deputados Júlio César Ribeiro (Republicanos) e Luís Miranda (Republicanos).

Já quem votou a favor da medida que viabiliza o benefício às famílias mais vulneráveis foram Érika Kokay (PT), Israel Batista (PSB) e Flávia Arruda (PL).  

“Não é uma vitória do governo Lula, mas uma vitória do povo brasileiro, especialmente, dos que mais precisam. Passo muito importante para reconstruir o Brasil”, destacou Érika Kokay sobre a aprovação da PEC.

A proposta estabelece que o novo governo terá R$ 145 bilhões para além do teto, dos quais R$ 70 bilhões serão para custear o benefício social de R$ 600 reais com um adicional de R$ 150 por criança de até 6 anos. A PEC também abre espaço fiscal para outros R$ 23 bilhões em investimentos pelo prazo de dois anos e não por quatro anos, como queria equipe de transição.

A manutenção do auxílio em R$ 600 foi uma promessa tanto do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) quanto do candidato derrotado à reeleição, Jair Bolsonaro (PL). A PEC ainda precisa ser aprovada em um segundo turno de votação na Câmara dos Deputados, o que deve ocorrer ainda nesta quarta-feira (21).  

A deputada Bia Kicis, que foi favorável ao furo do teto de gastos na votação deste ano, que elevou o benefício social para R$ 600, numa tentativa desesperada do governo Bolsonaro de ganhar a eleição, dessa vez foi contra a manutenção da medida, que atende aos mais vulneráveis. “Os mais pobres serão os mais afetados pela inflação, a volta do desemprego e os juros elevados”, justificou.

* Os artigos aqui reproduzidos não expressam necessariamente a opinião deste Diário

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.