Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Fim da Polícia!

PM mata 20 e fere 40 em uma semana no Rio de Janeiro

Braço armado do Estado burguês realiza um verdadeiro genocídio contra o povo.


A Polícia Militar é o instrumento do Estado para reprimir os trabalhadores. Na medida em que o Estado é controlado pela burguesia, surge a necessidade de a burguesia apoiar seu regime no uso da força. E as polícias em geral são o braço armado do Estado responsável por este papel.

No Rio de Janeiro, a sanguinária PM matou 20 pessoas de acordo com as estatísticas – isso apenas na última semana. Dessas 20, a polícia alegou que 15 delas morreram em confrontos – o que se sabe que é um número inflado artificialmente –, de forma que, no mínimo, as outras 5 foram vítimas de pura covardia.

De maneira confusa, é comum ver na esquerda a política de que esses monstros da PM seriam trabalhadores como quaisquer outros trabalhadores e que, por isso, deveriam ser defendidos. No entanto, isso é completamente equivocado. O “trabalho” da polícia é reprimir a classe operária, os pobres, o povo e a esquerda em geral; são agentes fixos e remunerados da repressão, que se prestam a um trabalho político para a burguesia. Nesse sentido, são completamente inimigos do povo.

A morte de mais 20 pessoas no Rio de Janeiro revela o caráter profundamente reacionário da polícia. A burguesia – principalmente, o seu setor que busca se apresentar como civilizado – mantém seu regime político às custas da dura repressão e da violência mais brutal contra o povo; e a polícia é o instrumento dessa empreitada.

Uma política verdadeiramente operária para a questão da violência é defender o fim do monopólio da violência para o Estado; ou seja, defender que o povo possa se armar e defender a si próprio. Além disso, uma política operária consiste na reivindicação pelo fim da polícia e pela organização do povo em geral para que os próprios trabalhadores cuidem da segurança. De tal modo, sem os agentes profissionais da repressão, com os trabalhadores armados e com a segurança sendo administrada por conselhos populares, a classe operária obteria uma grande vitória. A desmilitarização da PM ou qualquer outra medida limitada não avança em nada a questão: só o fim da polícia e a organização dos trabalhadores em conselhos populares para cuidar da segurança, com o direito ao armamento, representam um avanço.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.