Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Eleições 2022

Candidato do PCO concede entrevista à Rádio Cultura de Curitiba

Diogo Furtado, candidato do PCO a Deputado no Paraná, no Programa Causa Operária na Rádio Cultura de Curitiba


No começo deste mês, Eduardo Vasco, membro da comissão editorial do Diário Causa Operária, entrevistou Diogo Furtado, candidato do Partido da Causa Operária (PCO) a Deputado Federal no Paraná.

Na ocasião, Diogo comentou sobre sua participação nas eleições passadas em 2020, bem como denunciou a ditadura do Judiciário contra as candidaturas operárias do PCO.

Confira parte do diálogo abaixo. Ademais, ao fim da matéria, confira o vídeo com a entrevista na íntegra.

Eduardo Vasco: não é a primeira vez que você é candidato pelo PCO, certo?

Diogo Tadao: sim. Em 2020, eu saí candidato a Prefeito de Curitiba.

EV: como você avalia aquela sua candidatura?

DT: a primeira vez foi um desafio. Vi como funciona por dentro, conheci todo o mecanismo, participei dos debates na TV, muita gente veio atrás do Partido depois do debate. Falei também da nossa pauta por Lula presidente, e isso foi motivo de tentar indeferir a candidatura, o que chamou muita atenção. O PCO se destaca dentre os demais candidatos que sempre pautam coisas como asfaltar a rua. O PCO coloca um programa nacional, aumentamos o debate da sociedade.

EV: é muito diferente o tratamento dado por parte da imprensa, das próprias autoridades, a você em relação ao tratamento que dão aos políticos tradicionais. Pode contar alguns casos que você vivenciou?

DT: da parte da imprensa, eles me chamaram para o debate, a gente tem direito ao espaço. O problema é o próprio TSE, que coloca as regras que vão restringindo os partidos e os candidatos, para que os candidatos burgueses saiam antecipados na corrida eleitoral. Mas eles sempre fazem uma pegadinha. Agora mesmo, estou auxiliando o companheiro Adriano (candidato a Governador do Paraná pelo PCO), que teve toda a sua fala cortada pela NBC (a Globo do Paraná), tornando sua entrevista completamente genérica.

EV: cortaram ele?

DT: sim, já é o método natural deles. Da mesma maneira quando fiz uma entrevista em 2020. Caí na mesma armadilha e acabou não aparecendo […] Com relação ao Judiciário, existem vários impedimentos à realização de uma verdadeira campanha eleitoral, assim como foi em 2020. No ano passado, nossas candidaturas forma indeferidas. Além disso, muitos candidatos do Partido a nível nacional e do Paraná, tiveram, de uma maneira irônica, o número 17 na contagem de votos, que é um número menor que o círculo de tais candidatos.

EV: tiveram mais candidatos do PCO que obtiveram exatamente 17 votos?

DT: muitos candidatos.

EV: quais são as principais propostas que o partido tem para apresentar à população?

DT: em primeiro lugar, defendemos a candidatura do Lula. Ele é o único candidato operário capaz de vencer as eleições e abrir uma brecha para que possamos derrubar o golpe de Estado e, consequentemente, recuperar os direitos do povo. Além disso, defendemos a derrubada de todas essas reformas que vieram com o golpe, como a trabalhista, bem como a redução da carga horária de trabalho para 35 horas semanais

Ademais, defendemos a luta pela reestatização de estatais como a Petrobrás. Aqui no Paraná, por exemplo, foi privatizada a Fafem (Fábrica de fertilizantes, ligada à Petrobrás).Estamos lutando, junto com o pessoal do Sindiquímica, pra reestatizar a fábrica. São milhares de trabalhadores demitidos, e o prejuízo é nacional, principalmente num país que exporta muita commodities do tipo soja.

EV: o PCO defende a redução da carga horária sem redução do salário e aumento do salário mínimo, não é?

DT: exatamente! Tem muito trabalhador desempregado, o governo Bolsonaro, assim como o governo Temer, não querem abrir postos de trabalho. Os empregos que restaram para a classe trabalhadora são extremamente precários e sucateados. Então, abrir postos de trabalho, e reduzir o horário mantendo o salário, são pontos principais.

EV: segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o salário mínimo deveria ser seis mil e quinhentos reais. Para onde estão indo os outros cinco mil que está faltando no salário mínimo, Diogo?

DT: está indo para o bolso de algum patrão. O problema é como comprar os remédios, a comida, pagar os aluguéis, tudo que deveria ser pago com esses seis mil e está sendo pago com mil e quinhentos reais. Como que essa matemática fecha para o povo brasileiro? As pessoas estão morrendo de fome e frio na rua, pessoas sendo desalojadas, ficando sem casa, de onde vão tirar comida? Com a cesta básica a oitocentos, novecentos reais, é impossível.

EV: para encerrarmos, Diogo. Quais são as suas redes sociais, as formas de entrar em contato, pra acompanhar a campanha do PCO no Paraná?

DT: nosso Facebook é @pcopr29. No Instagram, @pco.curitiba e @pco.paraná. Nosso contato pelo WhatsApp, é (41) 98462-2522. Todos estão convidados a participarem das atividades, das reuniões, convidados a militarem no PCO e a se filiarem.

É um momento importante da história nacional, é o momento da luta contra o genocídio literal da classe trabalhadora, a luta contra o golpe de Estado, da retomada dos direitos do povo, a luta por Lula presidente. É o momento crucial para barrarmos a ditadura civil que está se estabelecendo no Brasil.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.