Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Com os Comitês e na luta

Destacadas lideranças sindicais estarão na Conferência Nacional

Dirigentes da CUT, Confederações e Sindicatos convocam e confirmam presença no encontro que quer impulsionar a luta contra a direita e pelas reivindicações populares

Depois de conquistar o apoio político de centenas de dirigentes sindicais que assinaram o Manifesto de convocação da III Conferência Nacional dos Comitês de Luta, a ser realizada entre os dias 9 e 11 de junho próximo, o movimento criado em torno do evento vem garantindo a confirmação da presença de importantes lideranças sindicais e politicas do movimento operário em todo o País.

Trata-se de uma questão muito importante diante da etapa de retrocessos que se impôs sobre a calasse trabalhadora nos últimos anos do regime nascido com o golpe de Estado (2016) e que segue diante da pressão da burguesia golpista sobre o governo Lula, que tem enfrenta enorme dificuldades para garantir aspectos centrais de sua em favor dos trabalhadores.

A Conferência vai ocorrer em meio a um quadro de agravamento da crise e irá debater a situação política e propostas de luta em torno de questões centrais como a luta pela reposição das enormes perdas salariais acumuladas, a começar pelo valor do salário mínimo, e do desemprego crônico que assola o País, que tem mais da metade da força de trabalho colocada na informalidade, sem carteira assinada, sem direitos trabalhistas etc.

Ter uma proposta de luta, dos trabalhadores diante dessa situação é uma questão central, por isso uma das principais mesas do encontro terá como tema “A luta pela salário e pelo emprego”.

Essa mesa, terá à frente os companheiros secretários sindicais nacionais do PCO, Antônio Carlos Silva, professor e diretor da APEOESP, e do PT, Paulo Cayres (Paulão), metalúrgico, ex-presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT. Nela também já estão confirmada as presenças do deputado federal Vicentinho, ex-presidente da CUT Nacional , o ex-senador e deputado estadual de SP, Eduardo Suplicy e o economista José Álvaro, supervisor do DIEESE, de Santa Catarina.

Nesse e em outros debates, também participarão dezenas de sindicalistas.

Convocação

Muitos desses companheiros estão em franca campanha a favor do encontro com pronunciamentos que mostram a disposição de luta em torno do evento que quer impulsionar a unidade de setores da esquerda em torno das reivindicações da classe trabalhadora e na defesa do governo Lula contra os ataques da direita. É o caso dos pronunciamentos dos companheiros da Executiva Nacional da CUT, Ariovaldo de Camargo, do presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE) , Heleno Araújo, e do próprio “Paulão”, secretário sindical do PT, entre muitos outros.

Programação atualizada

Além da mesa sobre salário e emprego, confira abaixo as demais, com alguns os respectivos convidados que confirmaram participação, no dia 10/6, sábado, na Quadra dos Bancários, em São Paulo

  • 9h – Luta pela terra Moradia e em defesa dos povos indígenas: com lideranças dos movimentos do campo e da cidade
  • 11h – A Luta por Educação e Saúde Públicas: Heleno Araújo, presidente da CNTE; senadora Tereza Leitão do PT-PE; deputada e professora Bebel, presidenta da Apeoesp.
  • 14h – A luta por salário e emprego (convidados acima)
  • 17H – Economia e soberania nacional: Rui Costa Pimenta, presidente do PCO; Roberto Requião (PT-PR); Maria Lucia Fattorelli (Auditoria Cidadã da Dívida) e representante da executiva nacional do PT

No domingo, dia 11, a partir das 9h, serão realizadas plenárias setoriais (Sindical, Juventude, Mulheres, Negros, Luta pela Terra e Moradia, Cultura) e logo em seguida uma plenária final para aprovar resoluções com propostas apresentadas e com amplos apoio na Conferência.

No começo da tarde, às 14h, será realizado um ato de luta contra o imperialismo, com a participação de convidados internacionais de países/povos duramente atacados pelas máquinas de guerra e opressão da burguesia mundial, como Cuba, Venezuela, Palestina e Rússia.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.