Por quê estou vendo anúncios no DCO?

UFs

Universidades devem ser regidas por um governo tripartite

Reitores denunciam aqueles que foram eleitos para o cargo por meio de decreto no governo Bolsonaro


Nesta semana, reitores de Institutos Federais que foram eleitos mandaram carta para o presidente Lula por meio de sua equipe de transição para poderem assumir aos cargos aos quais foram eleitos. Os reitores, por meio da Frente Nacional de Luta pela Autonomia e Democracia nas Instituições Federais de Ensino Superior, desejam assumir pois, mesmo sendo eleitos, o que foi realizado durante o governo Bolsonaro não foi seguir os processos parcialmente democráticos das Universidades.

Durante seu mandato, o presidente ilegítimo e capitão da reserva indicou reitores que fossem alinhados política e ideologicamente com o seu governo e suas pautas principais para a educação pública; como, por exemplo, o seu desmantelamento e, posteriormente, o seu fim. A postura de Jair é a mesma que a burguesia adota e impõe aos seus lacaios (sendo Bolsonaro um deles): o fim do ensino enquanto um direito, atacando o ensino público, para, assim, conseguirem lucrar em cima do acesso de poucos às escolas e parasitar um número maior de pessoas. A Frente Nacional de Luta denuncia, ainda, que mais de 20 Institutos Federais estão sob intervenção federal, com reitores eleitos não empossados, enquanto farsantes capachos do militar aposentado e da burguesia nacional assumem o projeto de destruição da educação pública superior.

Somando ao absurdo que já foi anunciado, os interventores nomeados por Bolsonaro retém, segundo a Frente, mais de 18 bilhões de reais entregues pelo governo federal para eles, sendo óbvio que o  dinheiro será aplicado para o fim pelo qual estão lá: atacar a educação pública. Cerca de 30% do orçamento destinado às universidades em 2021 está sob intervenção, sendo que aquilo que o governo investe já é uma fatia irrisória do bolo de despesas que deveria existir com assuntos relacionados à educação.

Na carta, os reitores pedem para que não existam mais interventores do governo federal e que sejam seguidos os procedimentos padrões, como, por exemplo, um reitor que foi eleito assumir o cargo. As Universidades Federais, entretanto, deveriam ser gerenciadas pelo governo tripartite nas suas instituições, ou seja, o que deveria acontecer é entregar o poder a quem é diretamente afetado por como está a Universidade Federal: os alunos, os professores e os demais funcionários.

Como os alunos são os maiores impactados e consideravelmente os que estão em maior número, teriam mais voz na participação das decisões, mas se faz fundamental que demais funcionários e professores fossem ativos no andar das graduações e pesquisas. A tecnologia e o esforço presente nas Universidades para alçar altos voos não deve estar presente na mão de tubarões da educação, de capitalistas e da burguesia em geral, mas sim a serviço da comunidade. Os setores citados anteriormente são os três pilares que fazem a Universidade funcionar e é na mão deles que deve estar o presente e o futuro das instituições federais e públicas que tanto podem servir ao povo brasileiro trabalhador como um todo.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.