Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Educação

RS e MS: professores entram em greve por melhores salários

Luta dos professores por melhores salários, assistência social e previdência se intensifica contra os ataques da burguesia


Professores de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, e do Campo Grande, em Mato Grosso, anunciam greve para começar ainda esta semana. Em Hamburgo, o anúncio de greve é devido ao não cumprimento dos projetos de lei que tramitam na câmara relacionados à previdência e assistência social.

Em Campo Grande, os professores decidiram em assembleia extraordinária uma greve para começar na sexta-feira, 02 de dezembro, devido ao não pagamento do reajuste salarial de 10,39%.

Em Novo Hamburgo, o Secretário Municipal da Fazenda, Gilberto dos Reis, arranjou uma desculpa e acusou o sindicato dos professores de não comparecer na reunião onde planejariam a construção dos projetos. Segundo ele, seu governo tem o objetivo de “equacionar o déficit financeiro e atuarial histórico do Ipasem”.

A desculpa da prefeitura de Campo Grande, no Mato Grosso, para não dar o aumento aos professores, é na burocracia de suas próprias finanças:

“A mesma lei que dá o aumento à categoria, impede que ele seja concedido neste momento. A Prefeitura, nos últimos meses, vem promovendo ajustes e mudanças na gestão para se adequar à lei e poder atender o pleito justo dos professores.

A proposta apresentada nesta terça-feira, 29, é uma alternativa que leva em conta as demandas dos professores e as condições legais para que elas possam ser devidamente cumpridas.”

Esses são os governos direitistas em todo o país. Os problemas são semelhantes e o judiciário nunca colabora com a luta justa da categoria, que luta por aumentos assegurados por lei, que não chegam nem a ser o necessário para garantir melhorias de trabalho e vida para uma categoria tão atacada pela direita como é a dos professores. Se os professores estivessem reivindicando melhorias independentes dessas promessas asseguradas por lei, como a lei do piso, reajuste anual, etc., a justiça burguesa já estaria atacando o movimento e declarando a greve ilegal. Em pleno período da Covid-19, muitos juízes consideraram a atividade educativa como essencial, mas na verdade eles estavam era cumprindo a vontade dos capitalistas do setor, que estavam deixando de receber milhões com a paralisação necessária diante da ameaça de morte pelo Covid.

Os capitalistas colocaram a vida de milhares de alunos e centenas de professores abaixo dos interesses financeiros e muitos deles morreram por contaminação no trabalho. O essencial era o lucro dos capitalistas, não a educação e muito menos as condições adequadas de seus trabalhadores.

Para conquistar os reajustes, aumentos de salários e condições adequadas de trabalho é necessária muita mobilização das categorias e disposição dos sindicatos para organizar assembleias, fazer greves, atos e manter-se nas ruas para conquistar mais direitos e assegurar os conquistados que estão sob ataques.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.