Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Demagogia imperialista

Nigerianos fogem da devastação imperialista e são recusados

Três homens ficaram 11 dias no leme de um navio e seriam deportados de volta ao seu país


Três nigerianos sobreviveram a uma viagem de 4.600 quilômetros, sentados durante 11 dias, escondidos na parte superior no leme de um navio com bandeira de Malta e só levavam a roupa do corpo. O leme do navio não estava completamente submerso ao mar, porém os aventureiros tiveram que viajar encurvados pois o casco estava muito próximo de suas cabeças. Seus pés estavam a menos de 1 metro do nível do mar. O navio de 183 metros, Alithini II, saiu de Lagos, na Nigéria, no dia 17 de novembro, e navegou pela costa oeste africana em direção às Ilhas Canárias, na Espanha, segundo noticiou a agência de notícias Reuters .

Foram resgatados na segunda-feira passada (28), em Las Palmas, pela Guarda Costeira da Espanha e encaminhados a dois hospitais na ilha de Gran Canaria, para receberem tratamento médico. Um deles apresentava um caso grave de hipotermia que demorou a dar alta ao nigeriano. Os outros dois dois apresentavam estado de desidratação moderada, conforme informaram os serviços de emergência das Ilhas Canárias e a Cruz Vermelha. 

ALITHINI II
Petroleiro de Produtos Químicos/Petróleo, IMO: 9397456, MMSI: 229492000

De acordo com a lei espanhola, a menos que os nigerianos peçam asilo ou sejam menores de idade, o armador do navio ou o responsável pelo navio deve devolvê-los ao seu ponto de partida, no caso, Lagos.  Porém se houver pedido de asilo o navio está livre para deixar o porto novamente para cumprir sua rota, que foi feita pelos nigerianos. As identidades dos requerentes de asilo não foram divulgadas, bem como seus motivos de saída da Nigéria.

Certamente houve uma situação de conflito muito grande entre o armador do navio e os agentes do governo espanhol, pois o armador iria ter um prejuízo muito grande, de alguns milhões de dólares, se tivesse que levar os nigerianos de volta ao local de origem da viagem, interrompendo seu percurso, além de provável perda de contrato com as empresas petrolíferas.

Trajeto do petroleiro

Na quarta-feira, a organização de direitos humanos Walking Borders recebeu uma denúncia de que as autoridades da Espanha tinham encaminhado dois homens de volta do hospital ao navio para possível retorno, conforme destacado pela Deutsche Welle. 

A ONG fez um comunicado exigindo do governo espanhol a suspensão do retorno dos clandestinos ao seu país de origem. Argumentou que eles fossem colocados no programa humanitário do governo espanhol para migrantes e tivessem oportunidade de pedir asilo.

Taxa de desemprego, Nigéria.

A Nigéria, país vítima das grandes companhias imperialistas, foi assolada pela política neoliberal que o imperialismo tentou impor na nação africana. Teve suas empresas de serviços básicos privatizadas, além das bacias e jazidas de recursos minerais também privatizados. Um grande contingente de pessoal nigeriano que estudou nas universidades para atuarem na exploração dos poços nigerianos de petróleo, por conseguinte, ficou sem emprego.

A taxa de desemprego na Nigéria é alta, veja no gráfico abaixo; a taxa inflacionária pulou de 15% em 2021, que já era alta, para mais de 21% em 2022, resultado principalmente da guerra imposta pela OTAN à Rússia, o que causou um caos para as populações dos países pobres.

Taxa inflacionoária. Nigéria.

Os nigerianos sofrem com a política imposta ao seu país pelo imperialismo americano e encontram na Espanha um governo obediente ao imperialismo que rejeita o país, porém participa da exploração dos recursos naturais da Nigéria e se recusa até a dar asilo a três viajantes em situação de miséria total. 

Muitas vezes o imperialismo cai na própria demagogia que cria, pois a burguesia dos países ricos facilita a atuação das ONGs, incentivadas pelo próprio imperialismo americano. Porém, como disse uma secretária de governo americano, V. Nuland, “fuck EU” 

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.