Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Privatização

Falta de manutenção na CPTM põe em risco operador e passageiros

Este é o resultado da privatização: trem que descarrilou na Estação Domingos de Moraes já teve falhas anteriormente em março deste ano


Trem da linha 8-Diamante da CPTM, que circula entre as estações Júlio Prestes e Itapevi descarrilou na estação Domingos de Morais.

A mesma composição já tinha batido no final da plataforma da Estação Júlio Prestes em 10 de março deste ano, conforme constatação do repórter Willian Moreira do Diário do Transporte, de que o prefixo de um dos carros da ponta é de 7087. No acidente ocorrido em março, a ViaMobilidade, que já vinha sendo denunciada pelas inúmeras irregularidades, como: atrasos de trens registrados, falta de pessoal especializado, materiais e equipamentos, entre outras coisas, disse que a culpa foi do maquinista.

Desde janeiro de 2022, as linhas 8 – Diamante e 9 – Esmeralda foram privatizadas pelo ex-governador do estado de São Paulo, João Doria, do golpista PSDB. As falhas existiam nas linhas pelo descaso do governo. Após a entrega à ViaMobilidade, pertencente à CCR, que tem antiga ligação com o PSDB e, apesar da constantes falhas nos trens, devido às irregularidades em manutenções, a empresa se recusou a acatar o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelo Ministério Público de São Paulo.

Posteriormente, em novembro (29), o MP/SP recomendou ao atual governo, de Rodrigo Garcia, do mesmo golpista PSDB, que fez a transação de entrega das linhas 8 e 9 da CPTM à CCR, que seja rescindido o contrato com a empresa.

No entanto, a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) disse não ter recebido o comunicado do MP, e afirmou que o processo seguiu todos os trâmites legais.

Os donos da ViaMobilidade não têm nenhuma preocupação com o conjunto da população que se utiliza do transporte sobre trilhos e, com seus funcionários, muito menos. O que na realidade importa para esse grupo de exploradores é o dinheiro fácil, independente de quais circunstâncias, se os equipamentos estejam em plenas condições ou sucateados, se podem ocorrer acidentes aos passageiros, operadores e demais funcionários, em suma, somente o volume nas contas bancárias aumentando é o que importa.

É preciso uma mobilização das direções do movimento operário, com a CUT à frente, para barrar todas as privatizações que estão sendo encaminhadas e reverter as que já foram realizadas reestatizando-as, porém, o processo deve se dar desde empresas de caráter municipal, estadual, bem como as federais, como a Refinaria Isaac Sabbá (Reman) da Petrobrás, em Manaus. É uma necessidade do conjunto dos trabalhadores, tanto do funcionalismo público, quanto da iniciativa privada e do conjunto da população.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.