Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Vitória dos republicanos

Eleições de meio de mandato: o que os números até agora mostraram

Imprensa burguesa fala em derrota da onda republicana e de Trump, uma campanha para esconder a realidade, principalmente a do trumpismo, cada dia mais forte


As eleições das Midterms, do meio do mandato presidencial, dos EUA aconteceram na última terça-feira, dia 8. Os resultados finais totais ainda não foram apurados mas já é possível analisar boa parte dos resultados. A grande expectativa é que Trump obteria uma enorme vitória no legislativo, o que seria o prenúncio de seu retorno ao governo em 2024. A imprensa burguesa por sua vez já faz a campanha de que Trump saiu derrotado nessas eleições, até já querem criar um substituo republicano, mas não é o que os números mostram.

Primeiro é preciso compreender a divisão interna dentro do partido republicano, Trump se tornou a principal figura do partido quando virou o candidato para as eleições de 2016 e foi ganhando cada vez mais força, tomando uma parcela cada vez maior da organização. Isso ficou claro quando Biden em 2020 foi apoiado pelo ex presidente Bush, que durante seu governo era a figura de destaque dos republicanos, esse setor mais ligado ao imperialismo, aos bancos, as petroleiras e a indústria bélica foi escanteado pelo trumpismo.

Sendo assim é preciso avaliar os dois dados, o crescimento dos republicanos e especialmente dos trumpista. A vitória dos republicanos já é clara na Casa de Representantes, o equivalente a Câmara de Deputados do Brasil. Eles já conquistaram 211 cadeiras, faltando apenas 7 para garantir a maioria, tendo virado em 16 zonas. Os democratas por sua vez estão apenas com 193, tendo virado apenas em 4 zonas. Os republicanos assim estão prestes a tomar a Casa dos democratas.

O caso do Senado é mais complexo, há uma espécie de empate. No momento atual os republicanos e os democratas estão empatados em 48 e ainda há 4 cadeiras em disputa. Duas delas provavelmente irão para os republicanos, e uma delas para os democratas. Ficará restando ainda o estado da Georgia onde deve acontecer o segundo turno em que os resultados do primeiro foram 49,6% para os democratas e 48,3% para os republicanos, um terceiro candidato impediu que houvesse maioria.

Essa eleição definirá se os republicanos terão maioria ou não, caso haja empate os democratas vencem pois Kamala Harris, vice de Biden, tem o voto de minerva. Assim os Republicanos conquistaram a Casa e ainda estão com chances de conquistar também o Senado, dando um duro golpe ao governo Biden que perderia completamente a sua base no legislativo. Nos governos a tendência é que os Republicanos fechem com 26 e os democratas com 24. O que deixaria o governo Biden com o poder apenas no executivo.

Agora é preciso analisar a vitória do trumpismo nas eleições, essa sim obteve muitos ganhos, ela também é importante pois indica a força que Trump terá contra o candidato democrata nas eleições de 2024. E medida usada será os candidatos republicanos que foram abertamente apoiados por Donald Trump nessas eleições. De acordo com os dados do Ballotpedia dos 241 candidatos apoiados por Trump nas primarias, que definem qual será o candidato do Partido Republicano, 93% venceram. Já dos 254 candidatos apoiados por Trump nas eleições gerais 78% venceram, duas vitórias esmagadoras.

Nos estados Trump ganhou os governos em Arkansas, Iowa, Ohio, Oklahoma, Carolina do Sul, Dacota do Sul, Tenesse e no Texas. São 8 governadores dos 26 eleitos, com destaque para o Texas, um dos mais importantes estados dos EUA. Os 2 estados em que ainda há apuração em que os Republicanos tendem a vencer também tem candidatos de Trump, o que fecharia em 10 governadores trumpistas. É uma vitória menos acachapante, mas, ainda assim, importante.

A campanha de que os republicanos e Trump não venceram as eleições não provem na imprensa brasileira mas da própria imprensa imperialista dos EUA. O seu objetivo é organizar um golpe contra o candidato mais popular dos EUA, Donald Trump, assim como foi feito com Jeremy Corbyn, trabalhista inglês, tentando torná-lo secundário no partido republicano, ou seja, fazendo com que não seja candidato a presidência em 2024. O apoio da imprensa ao candidato republicano tradicional, não trumpista, Ron de Santis, deixa isso muito claro.

Outro fator importante é que considerar a enorme campanha que o imperialismo vem fazendo contra Trump e em defesa do governo Joe Biden. Inclusive, o financiamento das campanhas pelas grandes empresas foi totalmente desproporcional em defesa dos democratas e mesmo assim ainda há risco da vitória republicana ser total. Houve também a perseguição do judiciário e do FBI a Trump e seus aliados, como Steve Banon. Trump avança mesmo ante os ataques do principal setor do imperialismo, ligados a Joe Biden.

Avaliando os números reais fica claro que a vitória das eleições foi dos republicanos, tanto pelo ganho da Casa dos Representantes, quanto manter a maioria dos governadores e também ter uma chance de vitória no senado. A imprensa quer jogar água no chope de Trump na tentativa de enfraquecê-lo nas próximas eleições. O trumpismo por sua vez é um fenômeno que ganha cada vez mais força ante a decadencia total do imperialismo norte americano e o governo de seu principal representante, Joe Biden.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.