Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Território roubado

Síria considera crimes de guerra os planos de Israel em Golã

Fantoche do imperialismo, Tel Aviv planeja colonizar completamente a parte do território sírio roubada em 1967

siria israel golan (1) (1)

─ Prensa Latina ─ O governo sírio expressou hoje sua veemente condenação aos novos planos aprovados por Israel para construir assentamentos no Golã ocupado, afirmando que são crimes de guerra.

Damasco rejeita a escalada grave e sem precedentes das autoridades de ocupação em Golã, que recentemente se manifestou no confisco de terras e propriedades, mudanças demográficas e saques de recursos naturais na tentativa de perpetuar a ocupação, afirmou um comunicado da Chancelaria.

Descreveu como provocativa e vil a recente visita do primeiro-ministro israelense ao Golã e a aprovação de seu gabinete de um plano milionário com o objetivo de dobrar o número de colonos por meio da construção de dois novos assentamentos.

Esta ação constitui uma violação clara das normas do Direito Internacional, da Quarta Convenção de Genebra e da Resolução nº 497 do Conselho de Segurança, que considerou a decisão de Israel de impor suas leis no Golã como nula e sem efeito jurídico internacional, detalhou o texto da declaração.

O Golã, como reafirma a nota, é uma parte inseparável do território da Síria que trabalhará para recuperá-lo por todos os meios disponíveis e garantidos pelo direito internacional.

Também exortou as Nações Unidas e seus Estados membros a assumirem suas responsabilidades e pressionar Tel Aviv a encerrar sua ocupação e rejeitar a situação jurídica derivada das violações pelas autoridades de ocupação das normas do direito internacional.

“O comportamento irresponsável e provocador de Israel não teria chegado a este ponto sem a proteção fornecida pelas sucessivas administrações dos Estados Unidos”, concluiu o ministério em seu comunicado.

Israel ocupou o Golã após a chamada Guerra dos Seis Dias, em 1967, e incorporou aquele território ao seu ordenamento jurídico em 1981, que foi rejeitado pela comunidade internacional.

A administração anterior dos EUA reconheceu a soberania israelense sobre esta região em 2018 em uma violação clara e flagrante das resoluções do Conselho.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.