Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Escândalo Boulos-Warde

Qual a relação entre Boulos, a Nicarágua e o governo dos EUA?

Psolista é pego com calças curtas ao lado dos articuladores dos golpes na América Latina

boulos

Na última semana, as relações entre Guilherme Boulos e o escritório de advocacia do empresário Walfrido Warde tornaram-se um dos assuntos mais comentados na política nacional. As revelações vieram à tona depois de uma reportagem exclusiva deste Diário, assinada por Rui Costa Pimenta e João Jorge Costa Pimenta. A repercussão foi tanta que obrigou o presidente do PSOL, Juliano Medeiros, e o próprio Guilherme Boulos a se posicionarem sobre o assunto.

O escândalo, no entanto, é muito maior do que aquilo que aparece de início. São tantas ligações, tantos vínculos com o que há de podre na política nacional e na política internacional, que serão necessários dezenas de artigos para trazer tudo à tona. Na última segunda-feira (8), este Diário publicou a reportagem “Instituto que paga Boulos é ligado ao governo dos EUA e golpes na América Latina”, assinada por Eduardo Vasco. A matéria resgata o arco de relações de Boulos e Warde, destacando particularmente a participação de figuras do golpismo mundial no instituto onde Boulos trabalha.

Conforme o artigo de Vasco demonstra, o IREE — Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa, presidido por Walfrido Warde, possui uma parceria com a think tank Global Americans, que é impulsionada por figuras como o golpista equatoriano Lenín Moreno, a ex-funcionária do governo colombiano Carolina Barco e a atual chefe de gabinete da primeira-dama dos Estados Unidos, Julissa Reynoso. E fica pior: os colaboradores da Global Americans são também membros do National Endowment for Democracy (Fundo Nacional para a Democracia, o NED), um fundo criado para financiar tudo o que os Estados Unidos não considera uma “democracia”. Isto é, a Venezuela, a Nicarágua, Cuba, o Irã etc.

Boulos poderia dizer que é uma mera coincidência. Não é porque trabalhe em um instituto dirigido por figuras sinistras e golpistas que ele estaria, necessariamente, a serviço dos golpes na América Latina. Neste caso, conviria explicar porque esses vampiros políticos estariam tão interessados em contratar Boulos…

O fato é que, mesmo Boulos alegando que o instituto é “plural”, há uma unidade total entre os seus funcionários e dirigentes em pelo menos um aspecto: sempre que o imperialismo convocá-los, eles devem prestar continência para os interesses dos capitalistas. Por exemplo: quando os Estados Unidos queriam derrubar o governo do PT, o que fez Boulos se não liderar os atos golpistas “Não vai ter Copa” e criar a Frente Povo sem Medo? Neste momento, em que o PT é atacado por todos os lados, por que Boulos não defende incondicionalmente a candidatura de Lula? E por aí vai…

Na última semana, Boulos deu mais uma demonstração de lealdade a seus diretores no IREE. O psolista criticou as eleições na Nicarágua e pediu “paz” para o país. A mesma palavra que os imperialistas pedem quando estão prestes a banhar de sangue um país oprimido governado por alguma figura nacionalista.

Não surpreende ninguém. Nas eleições de 2020, quando sonhou que seria eleito prefeito de São Paulo, Boulos atacou diretamente Cuba e Venezuela, dizendo que não seriam “modelo de democracia”. Com certeza não são — democracia, para Boulos, é apenas aquilo que o NED diz que é.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.