Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Crise política

Bolsonaro protocola pedido de impeachment de Alexandre de Moraes

O Senado Federal recebeu o pedido de impeachment de Alexandre de Moraes, responsável por abrir inquéritos contra apoiadores de Bolsonaro.


No final da tarde desta sexta-feira, 20 de agosto, o presidente ilegítimo Jair Bolsonaro (ex-PSL, sem partido) enviou ao Senado Federal um pedido de impeachment do ministro do STF Alexandre de Moraes.

O pedido de impeachment acontece no mesmo dia em que a Polícia Federal, sob comando de Alexandre de Moraes, cumpriu mandados de busca e apreensão contra bolsonaristas, como o deputado federal Otoni de Paula (PSL-RJ) e o cantor Sérgio Reis, este por defender o impeachment do ministro do STF em áudio de WhatsApp. Moraes também é responsável pela abertura de inquéritos que investigam as atividades de apoiadores de Jair Bolsonaro, e inclusive levaram à prisão de pessoas em violação aos direitos de liberdade de expressão e imunidade parlamentar, como foi o caso do deputado federal Daniel Silveira.

O protocolo do pedido de impeachment vem na esteira da crise aberta entre Bolsonaro e órgãos do poder judiciário, como o STF e o TSE, em torno da questão do voto impresso. O presidente ilegítimo chegou a chamar o presidente do TSE, Luis Roberto Barroso, de ‘filho da puta’ após a oposição de Barroso ao voto impresso. O ministro Alexandre de Moraes, que abriu o chamado inquérito das “Fake News”, incluiu então Bolsonaro no inquérito.

O presidente tem feito uma campanha pública contra o poder judiciário se utilizando de ataques inconstitucionais praticados por ministros da suprema corte, como o ataque à liberdade de expressão. “Não podemos continuar com ministros (Judiciário) arbitrários”, declarou, de forma demagógica.

Há uma semana, na sexta-feira (13), o ministro Alexandre de Moraes determinou a prisão do presidente do PTB e ex-deputado Roberto Jefferson por conta de vídeos no YouTube. O partido de Jefferson chegou a apresentar nesta quinta-feira uma denúncia à Corte Interamericana de Direitos Humanos por conta da arbitrariedade da prisão. Após a prisão de Jefferson, Bolsonaro começou a falar do impeachment de Alexandre de Moraes.

O STF reagiu ao protocolo do pedido de impeachment com uma nota oficial, assinada em nome do tribunal em papel timbrado, manifestando repúdio à ação do presidente ilegítimo. “O Supremo Tribunal Federal, neste momento em que as instituições brasileiras buscam meios para manter a higidez da democracia, repudia o ato do Excelentíssimo Senhor Presidente da República, de oferecer denúncia contra um de seus integrantes por conta de decisões em inquérito chancelado pelo Plenário da Corte”, diz o texto.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), chamou a abertura do processo de “não recomendável”.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.