Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Bancada Lemann

Quem são os agentes de Jorge Paulo Lemann no Congresso?

Nao é só na área empresarial que Jorge Paulo Lemann está presente, ele também expande a sua influencia no cenário político


Acionista da rede de varejo Americanas, junto a outros nomes como Carlos Alberto Sicupira e Marcel Herrmann Telles, Jorge Paulo Lemann tem o seu nome em destaque nos noticiários recentes. Isso porque foram descobertas o que foram chamadas de ˜inconsistências contábeis˜ no balanço das Americanas, que levaram ao pedido de recuperação judicial da rede, que se encontra com uma dívida de R$ 43 bilhões.Os três citados controlaram a Americanas durante quatro décadas, deixando a posição de controle socioetário no ano de 2021 para virarem acionistas de referência. De acordo com analistas, não tinha como os sócios e a diretoria da empresa não estarem sabendo da situação diante da gravidade dos problemas, mas Lemann insiste em afirmar que ele e os sócios não tinham conhecimento desse cenário: ˜“Jamais tivemos conhecimento e nunca admitiríamos quaisquer manobras ou dissimulações contábeis na companhia. Nossa atuação sempre foi pautada, ao longo de décadas, por rigor ético e legal”. Lemann, Sicupira e Telles são alguns dos homens mais ricos e influentes do Brasil, especificamente Lemann, que inclusive tem relação com diversos políticos.

O escândalo na Americanas não é o único no qual o trio está envolvido. No ano de 1998, o Banco Garantia, criado pelos três na década de 1970, quase foi à falência. A instituição teve que ser vendida ao Credit Suisse First Boston para que o fracasso total fosse impedido. Outro caso é referente à América Latina Logística (ALL), concessionária de ferrovias tanto no Brasil como na Argentina. De acordo com a Cosan, que adquiriu a empresa tempos depois, a impressão foi a de que Lemann e os sócios deixaram de manter a malha ferroviária por dez anos e também falou em ações fraudulentas para modificar os resultados. Além disso, há ainda o exemplo da Stone, startup da área de pagamentos teve problemas com concessão de crédito por conta de “erros de experiência com recebíveis”, segundo diz o próprio CEO da empresa.

Como vimos, todos os casos envolveram os homens mais ricos do país que, no caso da Americanas, seguem afirmando que não sabiam ou permitiriam manobras contábeis na empresa. Em nota divulgada pelos três estava escrito o seguinte: ˜”Nossa atuação sempre foi pautada, ao longo de décadas, por rigor ético e legal. Isso foi determinante para a posição que alcançamos em toda uma vida dedicada ao empreendedorismo, gerando empregos, construindo negócios e contribuindo para o desenvolvimento do país”. Na mesma nota, eles também falam que o comitê independente da companhia terá todas as condições para investigar os fatos: ˜Reafirmamos o nosso empenho em trabalhar pela recuperação da empresa, com a maior brevidade possível, focados em garantir um futuro promissor para a empresa, seus milhares de empregados, parceiros e investidores e em chegar a um bom entendimento com os credores”.

No entanto, para além do setor empresarial, Lemann tem ligação com muitos políticos no Congresso. No ano de 2016, houve um encontro anual de uma rede de lideranças da fundação Lemann. Aproximadamente, 300 pessoas se reuniram e ouviram seguinte pergunta do empresário: “Quem aqui quer ser presidente?”. Alguns dos presentes ergueram a mão e alguns deles já são figuram carimbadas no cenário político nacional.

Os nomes apoiados por Lemann estudaram em universidades renomadas no exterior por meio de bolsas de estudo e não tinham experiencias anteriores dentro do setor político. Além disso, eles costumam ser jovens, abaixo da média de idade dos parlamentares, e estão relacionados a movimentos de renovação política, tais como o Acredito e o RenovaBR. Todos eles também priorizam a educação, ainda que haja divergências entre eles sobre o assunto. Entre os nomes ligados ao poderoso empresário estão o de Tabata Amaral (PDT-SP), o de Felipe Rigoni (PSB-ES) e o de Daniel José (Novo – SP), que chegou a afirmar ser a favor do corte no orçamento destinado ao ensino superior. Nomes como esses são conhecidos por constitui a bancada Lemann no Congresso.

O bilionário criou a Fundação Estudar no ano de 1991, oferecendo bolsas de estudo a fim de formar lideranças para o país. Os jovens selecionados são enviados a universidades e empresas imperialistas, que moldam e preparam esses estudantes de acordo com os seus próprios interesses. No início, o alvo da fundação era levar esses jovens para a iniciativa privada e ao Judiciário. No entanto, desde a década de 2010, o setor público entrou na mira, tendo em vista o financiamento ao movimento golpista Vem pra Rua em 2014.

Dessa forma, os políticos apoiados pelo empresário possuem um compromisso maior com os interesses do mercado do que com os próprios partidos aos quais pertencem. Um exemplo disso foi o posicionamento de Tabata Amara na época da votação da Reforma da Previdência, que deixou de lado a orientação do partido e ajudou na aprovação do projeto.

Isso mostra que o poder de Lemann não se restringe somente ao setor empresarial e, se levarmos em conta o histórico duvidoso do bilionário envolvido no recente escândalo da Americanas, imagina o que ele pode ocasionar dentro do setor público.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.