Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Canadá

É progressista legalizar cocaína, heroína e metanfetamina?

Sim! Medida enfraquece o aparato repressivo do Estado em prol, principalmente, da juventude, a principal encarcerada pela burguesia. Todavia, uso deve ser combatido politicamente

Nessa terça-feira (31/01), o Canadá começou um período de testes para verificar a possibilidade de descriminalização de drogas pesadas como heroína, cocaína e metanfetamina. Pessoas com mais de 18 anos na província da Colúmbia Britânica podem carregar até 2,5 gramas de drogas para consumo próprio pelos próximos três anos, enquanto o governo do país analisa as consequências dessa liberação.

Segundo o governo da Colúmbia Britânica, o Ministério da Saúde do país retirou opioides e a metanfetamina da Lei de Drogas e Substâncias Controladas. Isso só está valendo para os limites da província.

Ainda segundo o sítio online do governo da província, adultos abordados em posse de qualquer droga incluída na isenção temporária, dentro do limite de 2,5 gramas, não sofrerão acusações criminais e as substâncias não serão apreendidas. O governo cita o seguinte:

“Em vez disso, eles recebem informações sobre saúde e apoio social. Isso inclui suporte para encaminhamento para serviços locais de tratamento e recuperação, se solicitado.”

Trata-se de uma medida progressista que deve ser levada até as suas últimas consequências: a legalização de todas as drogas. Finalmente, a proibição de narcóticos tem como principal propósito criar mais uma justificativa para o Estado prender o povo em massa, principalmente a juventude, principal atingida por esse tipo de legislação.

Segundo o Prison Policy Initiative, em 2020, cerca de 1 milhão de pessoas foram presas por posse de drogas, uma diminuição em comparação a anos anteriores que já chegaram a registrar mais de 1,4 milhões de prisões.

Enquanto isso, os capitalistas enriquecem com o tráfico de drogas, comandado, em grande medida, pela classe dominante que, no tribunal e na moral, condena as drogas, mas, na prática, as utiliza para os seus próprios interesses.

A legalização de todas as drogas, nesse sentido, representa o enfraquecimento do aparato repressivo do Estado, uma vez que as polícias terão um motivo a menos para prender o povo que, por sua vez, terá mais direitos democráticos.

Por outro lado, o uso de drogas deve ser combatido, não de maneira repressiva, carcerária, mas sim, de maneira política. Afinal, é resultado da decadência da sociedade imperialista que, por conta da miséria, faz com que o povo tenha a necessidade de escapar da realidade. Algo que, em um mundo socialista, não há de acontecer.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.