Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Direito de greve

Ditadura! Justiça proíbe greve dos servidores de Porto Seguro

Desembargadora da Bahia de maneira totalmente arbitrária proíbe greve de trabalhadores do município de Porto Seguro/BA por melhores salários e condições de trabalho

Numa medida ditatorial e inconstitucional, a Desembargadora Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos da Tribunal de Justiça do estado da Bahia decretou que a greve dos servidores públicos e professores do município de Porto Seguro é irregular.

A desembargadora toma uma decisão ditatorial para beneficiar o prefeito bolsonarista Jânio Natal que vem destruindo os serviços públicos do município e atacando os trabalhadores com arrocho salarial, descumprimento do piso nacional dos professores, perseguição política, assédio moral e péssimas condições de trabalho.

Desde o início do ano, o prefeito bolsonarista Jânio Natal se recusa a realizar uma reunião com os servidores e os trabalhadores já realizaram dez paralisações de aviso para tentarem uma reunião com o bolsonarista e não conseguiram, restando apenas a greve por tempo indeterminado.

Cidade abandonada

As escolas estão precárias e muitas vezes colocam em risco a segurança de funcionários e alunos, faltam funcionários de apoio como limpeza e cozinha, transporte escolar caindo aos pedaços, alunos especiais sem aula desde o início do ano devido a falta de funcionários de apoio.

Os postos de saúde se encontram nas mesmas condições das escolas, com falta de remédios básicos e até locais sem água para o banheiro, além de número muito reduzidos de trabalhadores da saúde. O mesmo ocorre com os agentes de saúde do município que estão para entrar na greve.

A Guarda Municipal também entrou em greve contra os desmandos do prefeito. E outros setores estão para aderir a greve.

A ditadura imposta pelo judiciário contra os trabalhadores

A decisão da desembargadora é tão arbitrária e ditatorial que além de proibir a greve dos trabalhadores, ainda impõe uma multa para caso haja descumprimento e quer intimidar os trabalhadores com descontos da folha de pagamento. Diz no processo que “Ante o exposto, em juízo de cognição sumária, CONCEDO A TUTELA ANTECIPADA para declarar irregular e abusiva a greve deflagrada pelo APLB – SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA – DELEGACIA SINDICAL COSTA DO DESCOBRIMENTO – BAHIA, por conseguinte, determinar o imediato retorno às atividades dos servidores da EDUCAÇÃO do Município de Porto Seguro, cessando-se qualquer ato de paralisação, sob pena de multa diária no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), autorizando, ainda, o desconto na folha de pagamento dos dias não trabalhados de todos os servidores paralisados”.

Um verdadeiro ataque aos direitos fundamentais dos trabalhadores e da população.

A continuidade da Gestão Bolsonaro na justiça e na prefeitura

A medida vem claramente para beneficiar o prefeito bolsonarista Jânio Natal e recorda aos tempos sombrios da gestão do presidente Jair Bolsonaro com perda de direitos fundamentais dos trabalhadores e imposição de ditadura para que os trabalhadores e da população sejam prejudicados. E que continuem com péssimos salários e condições de trabalho e que a população não tenha mais serviços públicos de qualidade e sejam obrigados a pagarem por esses serviços.

A desembargadora passa por cima dos direitos garantidos na Constituição Federal e em leis recentemente aprovadas como o piso salarial. E de maneira intencional não “encontra” as várias denuncias de perseguição e assédio moral em trabalhadores realizadas pelos “patrões” da prefeitura.

Ataca os sindicatos, que representam os trabalhadores, SINSPPOR (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Porto Seguro e região) e APLB (Sindicato do Trabalhadores em Educação da Bahia Delegacia Costa do Descobrimento) mobilizam trabalhadores do serviço público municipal e ocupam as ruas do centro da cidade para protestar contra os ataques aos direitos dos servidores.

É preciso denunciar essas arbitrariedades e derrotar não somente a ditadura do judiciário bolsonarista, mas a gestão de Jânio Natal que quer acabar com os serviços públicos da cidade para a população mais pobre e carente, e que necessita dos serviços da prefeitura.

Todo apoio a greve dos trabalhadores do município de Porto Seguro

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.