Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Luta dos trabalhadores

Trabalhadores do Santander se manifestam contra os ataques

Em resposta aos ataques dos banqueiros golpistas do Santander em atacar os direitos histórico, bancários organizam manifestações de luta


Nesta terça-feira (26), os trabalhadores do Banco imperialista espanhol Santander, em Brasília, realizaram manifestações e fechamento parcial das agências contra os ataques reacionário da direção da empresa.

A última medida da direção golpista do Santander foi de decretar a abertura de suas agências, em todo o território nacional, das 9h às 17h, medida esse que é mais um brutal ataque ao direito histórico dos trabalhadores de carga horária de 30 horas semanais.

Com a ampliação do horário de atendimento, que já vem sofrendo com a sobrecarga de trabalho devido à falta de pessoal, os trabalhadores terão que arca com uma maior exploração através de horas extras que, para piorar, não serão pagas, e sim passam a contar no banco de horas.

Os trabalhadores dos Santander têm todos os motivos para realizar as manifestações já que a mais nova ofensiva da empresa se soma a um conjunto de medidas que vêm sacrificando a categoria com o objetivo de enriquecer meia dúzia de banqueiros vagabundos.

Conforme as declarações dos dirigentes sindicais dos bancários em Brasília, o banco quer aumentar a carga horária dos trabalhadores, mas continua demitindo. Para José Avelino, diretor da Federação dos Trabalhadores em Empresa de Crédito do Centro Norte (Fetec-CUT/CN), “O Santander não respeita os trabalhadores. O banco quer impor trabalho aos finais de semana e ampliar o horário de atendimento nas agências, mas continua demitindo bancários e desrespeitando quem fica, além de precarizar o atendimento a clientes e usuários”. (site bancariosdf.com.br 26/07/2022)

Cabe aos trabalhadores bancários e suas direções sindicais intensificar a luta e organizar uma gigantesca mobilização, uma campanha vigorosa contra a ofensiva dos banqueiros numa perspectiva de luta unitária do conjunto de todos bancários com as demais categorias de trabalhadores para barrar essa ofensiva reacionária dos patrões. Com o golpe de Estado de 2016, a direita partiu para cima contra os trabalhadores e seus direitos, medidas essas que precisam ser combatidas através dos métodos tradicionais de luta da classe trabalhadora: greves, ocupações, a organização de comitês de luta.

É preciso aproveitar que a categoria bancária se encontra em campanha salarial e intensificar a luta contra a política de rapinagem e de terra arrasada dos banqueiros.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.