Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Abuso de poder

Toda a direita está contra os caminhoneiros

Não é dever da esquerda atiçar os cães da guarda da burguesia contra a população seja ela quem for. Todo tipo de repressão, prisão ou perseguição é coisa da direita


Logo após a derrota de Bolsonaro no dia 30 de outubro, grupos radicalizados de extrema direita incluindo caminhoneiros, fecharam rodovias em vários locais do Brasil. No dia 31, houve um aumento significativo dessas manifestações. Setores da esquerda eufórica entraram em pânico, afirmando que Bolsonaro estaria organizando o caos, para dar um golpe de Estado. No entanto é preciso analisar a situação e não se deixar levar pela histeria pequeno burguesa e dar ainda mais poder de repressão aos inimigos do povo como Supremo Tribunal Federal e a direita golpista.

Não há clima para um golpe de Estado

Primeiro ponto importante que devemos levar em consideração é que, não uma há situação organizada, ou clima politico para as forças armadas tomar de assalto o poder no país. Com a vitória de Lula, vários líderes mundiais se apressaram para parabenizá-lo, entre eles, um dos principais organizadores do golpe de 2016, Joe Biden. A direita brasileira incluindo setores bolsonaristas, como o vice Mourão, já reconheceu a derrota, os filhos de Bolsonaro, também já fizeram o mesmo. Organizações que costumam contestar eleições na América Latina para para legitimar manobras golpistas, como a OEA por exemplo, reconheceram a “legitimidade” do processo eleitoral brasileiro. Ou seja, nesse momento Bolsonaro aparece isolado.

As manifestações bolsonaristas nas avenidas e rodovias do país, se parecem mais com uma ressaca politica dos derrotados. De acordo com relatos, alguns lugares elas tinham um carater mais radicalizados, onde se paravam por algum tempo ou horas ônibus e caminhões, até mesmo trancando as duas vias, e em outros pareciam mais simples manifestações na beira das estradas contentando o processo eleitoral, muitas vezes sem bloqueio ou bloqueio parcial de apenas uma via. Os pedidos de intervenção militar é coisa da extrema direita mais atordoada. Já vimos esses reclames em outras manifestações ao longo do governo ilegítimo, produto de uma fraude. Uma intervenção militar não se é organizada por pessoas comuns, mais nos banquers da burguesia e até de fora do país.

Pânico da pequena burguesia legitima o modo repressão total da direita

A esquerda pequeno burguesa histérica, que vive a reboque da direita, cria um desespero nas redes sociais, com ajuda do Partido da Imprensa Golpista dão aval para todo tipo de ato ou medida antidemocratico das instituições da burguesia contra a população. O nada democrático, STF, através do Ministro Alexandre de Moraes, foi o primeiro a agir, já mandou a Policia Rodoviária Federal, a Força Nacional de Segurança, junto as Policias Militares, desbloquearem as rodovias custe o que custar. Existem relatos de bombas de gás lacrimogéneo e bala de borracha comendo soltas por ai. O mesmo ministro que domingo (30) viu a PRF, fazer centenas de operações para prejudicar a votação do ex-presidente Lula e não fez absolutamente nada.

O PIG todo está contra as manifestações, perceba que esse tipo de mobilização afeta diretamente os interesses da burguesia e os lucros dos grandes capitalistas. Quando esse aparato, que também não tem nada de democrático, se unem contra qualquer coisa que seja, nunca é em favor da população, muito pelo contrário. Em 2018, uma grande greve dos caminhoneiros tomaram de conta do país, em mobilizações legitimas contra o aumento do diesel e contra o governo golpista de Michel de Temer, o PIG também não apoiou as manifestações. Isso demonstra, sob outro aspecto, que não há em andamento um golpe de Estado, pois se houvesse um consenso da burguesia em atacar as eleições contra o candidato vencedor, Lula, a imprensa estaria trabalhando do lado oposto.

Governadores bolsonaristas vêem a brecha para testar seu aparato militar contra manifestações populares

Governadores de vários estados do Brasil, saíram a campo para colocar todo seu aparato militar em ação. Em Minas Gerais por exemplo, o apoiador de Bolsoanro, Romeu Zema, publicou em seu Instagram uma defesa da abertura imediata das vias, “Já solicitei às nossas Forças de Segurança que tomem as medidas necessárias para desobstruir qualquer via ou estrada que esteja interditada pelas manifestações. A eleição acabou e agora temos que assegurar o direito de todos de ir e vir, e também que as mercadorias cheguem onde for preciso (…). Vamos cumprir a lei”, disse o governador direitista.

Claúdio Castro no Rio de Janeiro, convocou a mais carniceira e assassina de todas as instituições militares para atacar os manifestantes, o Batalhão de Choque. Rodrigo Garcia e Eduardo Paes convocaram suas PMs para liberarem as vias “bloqueadas”. Paes em seu Twitter parabeniza a Guarda Municipal enquanto um agente joga gás de pimenta no rosto dos manifestantes. No Paraná o bolsonarista Ratinho Jr. mandou sua policia militar atuar junto com PRF, levando em consideração a decisão do ministro do Supremo, para desbloquear as ruas, no Mato Grosso do Sul a Choque está também atuando. Enfim, é em momentos como esse que os direitistas usam para mostrar todo seu abuso, intimidação e o aparato repressivo do Estado burguês contra o povo.

Qual caminho a esquerda deve seguir?

Não é papel da esquerda apoiar a repressão da direita. O mesmo braço armado do Estado que ataca hoje os bolsonaristas, amanhã atacará as manifestações e as mobilizações dos trabalhadores na luta por direitos nas ruas. A esquerda através das organizações dos trabalhadores, como a CUT por exemplo, devem esclarecer os trabalhadores, no caso os caminhoneiros, que seus direitos serão assegurados diante de um governo de esquerda e que lutarão por isso. Jamais apoiar a prisão, a perseguição, ataques da policia, seja lá de quem for.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.