Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Chega de demagogia

Os verdadeiros inimigos dos índios são os latifundiários

Censura a quem xinga povos indígenas não irá frear matança no campo


Na semana passada, a 1ª Vara Federal de Rio Grande, no Litoral Sul do Rio Grande do Sul, condenou um homem a dois anos de reclusão após escrever um comentário no Facebook acerca dos índios brasileiros.

“Índio é vagabundo, sustentado pelo governo, cacique é explorador dos índios, índio é corrupto”, escreveu o homem em publicação.

Então, o Ministério Público Federal (MPF) ingressou com uma ação afirmando que o seu comentário, feito em janeiro do ano passado em uma publicação da Secretaria de Saúde de seu município, representava a prática, indução e incitação da discriminação contra os povos indígenas.

A defesa do réu argumentou que a legalidade de seu comentário está garantida pela Constituição Federal, que prevê a liberdade de expressão absolutamente irrestrita. Entretanto, o magistrado afirmou que “a proteção constitucional da livre manifestação do pensamento não prevalece diante de manifestações que caracterizam ilícito penal e não pode ser utilizada como salvaguarda para a promoção do preconceito e da intolerância, sob pena de erodir os princípios da dignidade da pessoa humana e da igualdade”.

Apesar de que a pena de reclusão foi substituída pela prestação de serviços à comunidade e prestação pecuniária – mesmo que não se saiba quem seria a vítima, nesse caso – de cinco salários mínimos, temos um flagrante caso de ataque à liberdade de expressão. Mesmo que os xingamentos tenham um conteúdo reacionário, de hostilidade a um setor bastante oprimido, a censura do Estado é, neste caso, ainda mais reacionária e, portanto, inaceitável.

Acima disso, trata-se de uma verdadeira demagogia com os índios brasileiros. Afinal, o comentário do homem não vai mudar absolutamente nada na condição de vida dos indígenas,. Mesmo assim, a decisão do juiz deixa a entender que seria um atentado contra os índios, algo que ele mesmo não explica.

O principal inimigo dos índios é, invariavelmente, os latifundiários que, procurando manter o seu poder econômico, enviam jagunços e pistoleiros para matar os povos indígenas e roubar-lhes as suas terras. Isso, entretanto, não preocupa o magistrado que nada faz para de fato melhorar a situação dos índios.

Trata-se de uma cortina de fumaça que tenta esconder qual a verdadeira luta dos povos indígenas, utilizando a política identitária para justificar uma decisão contrária à liberdade de expressão.

Finalmente, a emancipação do índio se dá por meio da luta política em prol, principalmente, da reforma agrária e da demarcação de suas terras. Para tal, o judiciário não tem nenhuma utilidade, pois serve aos interesses dos latifundiários. Logo, os índios precisam se organizar em comitês de autodefesa e, a partir daí, se armar para garantir os seus próprios interesses contra as forças fascistas da burguesia.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.