Por quê estou vendo anúncios no DCO?

O Inverno está chegando

O inverno está chegando? Não importa, devemos sancionar os russos

O tiro contra os russos dói mais nos Europeus


Recentemente, a União Europeia sancionou com novas restrições os bancos, a imprensa, os canais de mídia e a exportação de produtos e tecnologias da Rússia. Essas sanções configuram a nona onda de boicote contra os russos – já que, se oito não deram certo e prejudicaram apenas a Europa, é óbvio que a nona dará.

“A UE adotará a proibição de novos investimentos no setor energético russo”, disse a nota da própria UE. “Proibindo adicionalmente novos investimentos no setor de mineração russo, com a exceção das atividades de mineração e pedreiras que envolvem certas matérias-primas críticas”. É válido destacar, porém, que a sanção no setor energético russo se dá numa gigantesca crise energética na Europa, que enfrenta um período dificílimo onde quem sofre é, como sempre, a classe trabalhadora – e há de ficar pior com a chegada do inverno.

Além desse setor, fundamental para aquecer os lares e mover a vida do cidadão europeu, o Conselho da União Europeia notificou que sancionará, também, os bancos russos, dificultando sua própria vida. Essa nova onda chegou em um período delicado para os europeus: o frio está chegando e a vida dos cidadãos está se deteriorando cada vez mais.

Nos últimos dias, ainda mais que antes, protestos eclodiram na Europa contra as sanções aos russos, pois o dinheiro que está deixando de entrar na França, por exemplo, não está afetando o Macron e os capitalistas franceses, mas sim aos trabalhadores do país.

Protestos e greves já derrubaram lideranças imperialistas no Reino Unido, na Itália e na Estônia, deixando outras no limbo e sem saber o que fazer, como é o caso de Olaf Scholz, na Alemanha. A imprensa burguesa noticiou, em outubro, que 140 mil pessoas haviam tomado as ruas de Paris. Independente do número ser de fatou real ou não, faz-se necessário compreender que essa revolta surge, sobre tudo, pela alta do custo de vida e de todos os produtos da Europa, além da falta de energia e gás. Isso se dá não por questões internas dos países, mas pelas decisões do imperialismo de continuar mantendo as sansões ao russos, independentemente de estarem chegando no inverno ou não.

Apesar da nona onda de sanções ter vindo com tudo, a União Europeia anunciou a retirada de algumas sanções relacionadas aos produtos agrícolas sob o pretexto de garantir a segurança alimentar dos europeus. A realidade, porém, é simples: as sanções afetaram mais os que sancionaram, da UE, do que os sancionados. Mais um ponto para os russos.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.