Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Esquerda sem bússola

MES/PSOL acredita que imperialismo e Globo são progressistas

Corrente do PSOL elogia imperialismo para justificar o seu próprio oportunismo


Em artigo chamado “A vitória de Lula foi um grande triunfo democrático contra o autoritarismo”, a corrente interna do PSOL, Movimento Esquerda Socialista (MES), faz contorcionismo para explicar sua participação na coligação com Geraldo Alckmin.

Para quem não sabe, o MES, corrente de Luciana Genro e Sâmia Bonfim, foi a favor do golpe de Estado contra Dilma, com uma posição parecida com a do PSTU, algo como o “fora todos”. O MES também ficou a favor da Lava Jato e da prisão de Lula. O grupo dizia na época que burguês corrupto, como era Lula para eles, deve pagar por seus crimes. Em suma, o MES é apenas mais uma corrente de esquerda que ficou a favor do golpe de Estado e agora tenta disfarçar sua posição.

Mas como explicar para seus apoiadores e militantes que, depois de atacar tanto Lula e o PT, é preciso não apenas apoiar a candidatura de Lula como entrar na chapa com Alckmin e assinar o programa dessa chapa? É aí que entra a ginástica política.

No seu balanço do resultado das eleições, o MES afirma que foi um produto de “setores democráticos”. E que setores seriam esses? Além da esquerda nacional, os grandes “democratas” do Partido Democrata norte-americano e o imperialismo europeu. Segundo o próprio MES, então Lula e sua chapa foram apoiados pelos setores mais importantes do imperialismo. E não para por aí: segundo a matéria, o governo Lula será ainda mais liberal do que o que foi eleito em 2002.

Se tudo isso fosse verdade, o próprio MES deveria se autoacusar de ter entrado numa chapa pró-imperialista. Mas não é assim tão simples. Para um esquerdista acadêmico, basta inventar um conceito político para justificar uma política errada: o “progressismo neoliberal”. É mais ou menos como dizer fascista progressista.

“Setores progressistas neoliberais, como define Nancy Fraser – incluindo aí Rede Globo -, que não pactuam com o obscurantismo, não atacam a ciência, a cultura, nem querem impor um modo de vida e liquidar as liberdades democráticas – ainda que defendam uma política econômica liberal – formataram o caminho para a derrota de Bolsonaro. Seguiram os passos de grupos da burguesia progressista neoliberal pelo mundo, em relação aos projetos autoritários ou neofascistas – ou como se queira defini-los – como a oposição que alguns setores burgueses norte-americanos fizeram a Donald Trump nos Estados Unidos.”

Para justificar a sua adesão a uma suposta coligação imperialista, o MES reproduz uma ideia que é uma verdadeira aberração política. Acreditar que os maiores devastadores de países inteiros, responsáveis por um sem-número de ditaduras no mundo todo são “progressistas”. Mas não precisa ser teórico para notar o absurdo da colocação.

Como é possível um grupo de esquerda acreditar que a Rede Globo é progressista, que a Rede Globo não “pactua com o obscurantismo” e não quer “liquidar as liberdades democráticas”? É até estranho ter que explicar algo assim para alguém de esquerda, mas a Rede Globo “não obscurantista e a favor da liberdade” apoiou o sangrento golpe militar em 1964. Essa mesma Rede Globo foi um dos principais pilares do golpe de Estado de 2016 que colocou na rua o que há de mais retrógrado e obscurantista, o que acabou resultando no bolsonarismo.

Pelo menos, o absurdo dito pelo MES ajuda a explicar porque o grupo ficou a favor do golpe contra Dilma. Eles acreditam que a Globo, o imperialismo e todos os golpistas são “progressistas”.

Mais absurda ainda é a ideia de que Biden e o Partido Democrata também teriam todas essas qualidades. Justamente o senhor da Guerra, o partido que promove invasões no mundo todo.

O imperialismo apoiou Lula?

Mas apesar de todos os absurdos, o MES ao menos estaria correto em dizer que o imperialismo e a Rede Globo apoiaram Lula? Esta afirmação está longe da realidade.

Se não é errado dizer, como afirma o artigo do MES, que a divisão na burguesia foi “fundamental para derrubar eleitoralmente” Bolsonaro, essa divisão não se deu pelos motivos apresentados pelo MES.

Se houve alguma divisão, ela dizia respeito a uma necessidade imediata da burguesia. A Globo de fato mostrou uma boa vontade com Lula durante o primeiro turno, principalmente, mas isso não tem nada a ver com democracia, obscurantismo ou liberdade. A Globo estava simplesmente preocupada com seus lucros. Sua vida como empresa capitalista ficou um pouco mais difícil com Bolsonaro.

O MES transformou uma posição meramente econômica da Rede Globo em altruísmo, democracia e luta pela liberdade. É ridículo.

Já no caso do imperialismo e do Partido Democrata de Biden, não é correto dizer que apoiaram Lula. Se é fato que Bolsonaro não agradava esses setores, é fato que não tinha outra opção a não ser reconhecer a vitória de Lula.

Não, o imperialismo não apoia Lula. Tanto é assim que, já na transição, o dito mercado, os jornais golpistas pró-imperialistas, já atacam Lula por sua política econômica.

Ao transformar uma máquina de guerra contra os povos do mundo todo em “progressista”, o MES está prestando um bom serviço para os setores mais reacionários. Tudo isso apenas para justificar sua política oportunista nas eleições.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.