Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Perseguição aos camponeses

Liberdade para Luzivaldo, preso político da luta pela terra em MG

Em Campina Verde-MG, camponês é perseguido e acusado de um crime que não cometeu

luzivaldo image2 2

A perseguição política e violenta contra os camponeses está cada dia mais intensa. Em Campina Verde, interior de Minas Gerais (684 km de Belo Horizonte), o companheiro Luzivaldo de Souza Araújo, que está preso, injustamente acusado de um crime que ele não cometeu, está também correndo sérios riscos de morte. O processo-farsa contra Luzivaldo Araújo, que serve para inibir a luta pela terra, já tem mais de três anos.

Os familiares de Luzivaldo informaram que o camponês fora internado em Frutal, interior do Estado, com problemas de cálculo renal e infecções na vesícula e no fígado. Os advogados do camponês já solicitaram melhores informações sobre o quadro de saúde de Luzivaldo, que vem sentindo muitas dores segundo relatos de pessoas que estão no hospital. A família do camponês já denunciou o estado de abandono e perseguição que Luzivaldo se encontra.

Luzivaldo Araújo saiu do presídio foi medicado, precisa ser operado e já foi novamente encarcerado por falta de agentes para acompanhá-lo no hospital.

Além desse sofrimento decorrente do seu estado de saúde, o preso político Luzivaldo Araújo ainda não teve seus recursos julgados porque um juiz entrou de férias e não está preocupado pelo sofrimento e estado de saúde do camponês, um absurdo praticado por esses agentes corruptos da justiça a serviço da burguesia latifundiária.

Diante desses absurdos, os camponeses da área São José da Boa Vista irão se mobilizar e exigir a libertação de Luzivaldo.

Esse é o Brasil do Golpe de 2016 que intensificou a violência contra os camponeses e diariamente dificulta a luta pela terra. O Brasil continua sendo um dos países com maior concentração fundiária do mundo. A improdutividade também acompanha essa grande concentração de terras que é uma das responsáveis pela desigualdade social no País.

Realizado em 2017, o último Censo Agropecuário do país demonstrou que se agravou o índice de concentração de terras.

A desigualdade é tão grande que metade da área total do Brasil está nas mãos de 1% de proprietários. Propriedades menores de 10 hectares (1 hectare equivale a um campo de futebol) pertencem à metade dos proprietários rurais e representam apenas 2% da área total.

Como um país se desenvolverá com tamanha injustiça e concentração de terras? Existe há séculos uma verdadeira expropriação de terras praticada pela burguesia, cujas instituições não farão nada para mudar isso, apenas intensificar a concentração através do deboche e farsa como fez esse promotor que saiu de férias enquanto Luzivaldo, um preso político, sofre com dores e continua encarcerado injustamente.

É preciso mobilizar para exigir a libertação de Luzivaldo Araújo e nos preparar para a criação dos comitês de autodefesa no campo e na cidade, pois com a chegada da extrema-direita ao poder a violência contra os camponeses e a concentração de terras só vêm aumentando, o que exige de todos muita resistência e defesa. A Liga dos Camponeses Pobres está na mira desses reacionários que impedem o desenvolvimento da Reforma Agrária no país.

Sem uma Reforma Agrária e controle popular das instituições mafiosas da “democracia” burguesa o povo do campo não terá paz, terra e comida.

Pela libertação, já, de Luzivaldo Araújo e toda proteção à Liga dos Camponeses Pobres!

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.