Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Crime da Ucrânia

Laboratórios biológicos no Donbass: um extermínio programado

Regime ucraniano, em parceria com os EUA e o imperialismo europeu, montou e coordenou dezenas de laboratórios onde eram feitas pesquisas e experimentos biológicos em seres humanos


Não existe imperialismo sem experimentos tecnológicos que visem a destruição dos países atrasados. Embora Hitler seja acusado de ter sido o inovador na arte de dopar as tropas, todos os países imperialistas já faziam o expediente do uso de drogas, aliás, por causa das drogas em larga escala, é que o capitalismo se desenvolveu com maior força. O capitalismo organizou a escala de produção, a escala de experimentos e estabeleceu o uso de cobaias, especialmente em forças armadas.

Este Diário divulgou anteriormente que o Canal do Telegram, o Kristianograd sintetizou comunicado russo:

“O Ministério da Defesa da Federação da Rússia continua a analisar as atividades militares e biológicas dos EUA e seus aliados na Ucrânia e em outros lugares do mundo à luz das novas informações obtidas nos territórios liberados. Siga o texto completo em inglês: https://telegra.ph/Briefing-by-Lieutenant-General-Igor-Kirillov-Head-of-NuclearBiological-and-Chemical-Protection-Troops-of-the-Russian-Armed-Force-08-04
🔸Os pontos-chave do comunicado:
☣️ Continuam os estudos de amostras biológicas de soldados ucranianos que voluntariamente depuseram suas armas.
🔸Atenção especial foi dada à descoberta de drogas narcóticas, incluindo opiáceos como metadona, codepsina, codeterp, bem como substâncias do tipo efedrina: t-fedrina e tri-fedrina, em posições abandonadas pelos militares ucranianos.
🔸Um dos efeitos colaterais de tais drogas é a agressão excessiva, o que explica a extrema crueldade contra civis demonstrada por alguns militares ucranianos, bem como os bombardeamentos de cidades de Donbass.
☣️ Estamos considerando a possibilidade de que a Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID) estivesse envolvida no surgimento do novo coronavírus. Desde 2009, a agência tem financiado o programa Predict, que tem investigado novas espécies de coronavírus através da captura de morcegos que carregam os vírus. Um dos contratantes do projeto foi Metabiota, uma empresa conhecida por suas atividades militares-biológicas na Ucrânia.
❗️ Vemos uma tendência clara: os agentes de doenças infecciosas que atingem a zona de interesse do Pentágono se transformam nos agentes pandêmicos. Os beneficiários são as empresas farmacêuticas americanas e seus patronos.

O jornalista Tito Silva já tinha afirmado aos nossos correspondentes na Rússia, Eduardo Vasco e Rafael Dantas, que os experimentos biológicos na Ucrânia datam desde o fim da União Soviética, quando os Estados Unidos implantaram desde laboratórios que envenenavam a vodka até a reprodução de vírus in vitro a fim de enfraquecer os eslavos, especialmente os russos. Tito Silva também informou sobre os laboratórios direcionados a propagar o coronavírus.

Mais recentemente, os russos coletaram amostras de sangue dos soldados ucranianos para verificar a situação deles, especificamente, e constataram o largo uso de drogas que faz com que os ucranianos adquiram mais virulência durante os ataques, daí a pilotagem de tanques desgovernados em plena luz do dia contra civis, quando a imprensa capitalista chegou a dizer que russos estavam atropelando ucranianos.

Uma guerra química, nuclear não é vantajosa para o próprio imperialismo, mas, enfraquecer a população dos países atrasados, com uso de alimentação, drogas e outras substâncias, é factível. Essa é o conceito de guerra biológica ─ explicou o jornalista.

Comunicado russo sobre a suspeita de que a Big Pharma e a USAID estejam mais diretamente envolvidas

O Informe russo sobre a situação dos laboratórios norte-americanos nos Estados Unidos afirma que documentos foram encontrados no laboratório do centro médico Pharmbiotest, confirmando a presença da Big Pharma. Ensaios clínicos de medicamentos não registrados com efeitos colaterais potencialmente graves foram realizados nos moradores locais.

Foram examinadas as premissas do centro responsável pelos ensaios clínicos de medicamentos em voluntários. Foram encontradas evidências de que funcionários dos EUA e de países imperialistas da Europa visitavam regularmente o Pharmbiotest e tinham acesso a todas as etapas do processo de pesquisa. Para a conveniência de seu trabalho, as inscrições em equipamentos, nomes de salas e documentação de trabalho foram duplicadas em inglês.

A fim de evitar riscos de reputação e custos legais em caso de testes fracassados de novas drogas, empresas dos EUA e da Europa realizaram testes clínicos em cidadãos ucranianos. O salário dos voluntários era mínimo e as fatalidades podiam ser facilmente ocultadas. Também não houve inspeções sérias ou fiscalização por parte das autoridades locais.

Ainda de acordo com a inteligência militar russa, existe a possibilidade de que a Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (USAID) esteja envolvida no surgimento do novo coronavírus. Desde 2009, a agência financia o programa Predict, que investigou novas espécies de coronavírus capturando morcegos que carregam os vírus. Uma das empreiteiras do projeto foi a Metabiota, uma empresa conhecida por suas atividades militar-biológicas na Ucrânia.

O Instituto Johns Hopkins dos EUA sediou um exercício chamado ‘Evento-201’, que ensaiou uma epidemia de um coronavírus até então desconhecido, que seria transmitido a partir de morcegos aos humanos, através de um hospedeiro intermediário, os porcos. Foi assim que o vírus da “gripe espanhola”, que matou dezenas de milhões de pessoas, tornou-se pandemia.

A implementação do cenário COVID-19 e a queda emergencial do programa Predict da USAID em 2019 sugerem a natureza deliberada da pandemia e do envolvimento dos EUA no seu surgimento. Durante a operação militar especial, documentos foram apreendidos, indicando que a USAID e seu principal empreiteiro, o Labirinto Ucrânia, participam do programa de armas biológicas militares dos EUA desde 2019. Na Ucrânia, militares, cidadãos de baixa renda e uma das categorias mais vulneráveis da população, pacientes em hospitais psiquiátricos, têm sido usados para esse fim. Cerca de 16.000 amostras biológicas, incluindo de sangue e soro, foram retiradas da Ucrânia para os EUA, Geórgia e países europeus.

Imperialismo das drogas e o amadorismo de Hitler perante o Partido Democrata dos Estados Unidos

Drogas, experimentos biológicos com seres humanos, destruição psicológica e transformar tudo isso em arma, são intimamente relacionados ao capitalismo, especialmente ao imperialismo, que controla desde a plantação de matérias-primas, a fabricação de drogas, a distribuição, informação e o uso em larga escala desse expediente malévolo.

Analisando a situação da Ucrânia e a presença de experiências como essas, vemos que Hitler era amador perto dessa organização criminal organizada. O caso da Ucrânia não é isolado, todo o entorno russo, à exceção da Bielorrússia, também é composto por países que são vítimas de experimentos similares, assim como ocorre na Colômbia, Indonésia e alguns países africanos aliados dos Estados Unidos, na África Central.

Uma vez os Estados Unidos atuando na produção de pandemias, podemos inclusive começar a desconfiar da fabricação da varíola dos macacos, a doença que promete ser a próxima a ser explorada para que governos manobrem a política, os sentimentos, as estratégias de saúde e a aquisição de vacinas em larga escala com recursos públicos, não com o objetivo de curar, mas para encher o bolso dos capitalistas da indústria farmacêutica, estabelecer o domínio sobre a saúde das pessoas, e isso se amplia com passaporte vacinal, aplicativos de monitoramento de saúde, de tecnologias para uso pessoal até o uso de vírus e bactérias que produzam a destruição em massa dos territórios mais desguarnecidos ou sob sanções.

Deste modo, pode-se dizer que o Partido Republicano e, principalmente, o Partido Democrata, representante venal do imperialismo, são muito piores que o partido nazista, aproveitando-se de vários ensaios para propagar destruição em nome da “democracia”.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.