Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Repressão

Imposição da vacina é campanha da burguesia, e não da esquerda

Em editorial, Estadão elogia medida fascista da USP de reprovar alunos que não se vacinaram contra a covid


Recentemente, a Universidade de São Paulo (USP) removeu as notas e a frequência de 275 alunos. A justificativa é que eles não comprovaram a vacinação básica completa contra a covid, que seria de duas doses.

Sobre esse absurdo, através de um editorial do Estadão, um dos principais órgãos da imprensa capitalista, a direita expressa de maneira clara quais são seus verdadeiros objetivos em relação à pandemia: atacar os direitos democráticos da população.

O editorial, intitulado A USP acerta ao cobrar vacina, defende a atitude da Universidade contra os estudantes, ou melhor, do Estado burguês. Não existe motivo ou lei que justifique a remoção da presença e das notas por conta de vacinação. A decisão é absolutamente inconstitucional e arbitrária, nitidamente uma cassação aos direitos dos estudantes, garantidos – e isso sim – pela constituição.

A medida, segundo o editorial do Estadão, demonstra preocupação com a saúde dos estudantes. Em verdade, isso é demagogia, disfarçada de preocupação, com ares autoritários. Pensando de forma prática, qual é a grande contribuição para a saúde na remoção das notas, já realizadas e postadas, e as frequências de todos os dias do estudante? Ao invés de medida em prol da saúde, a coisa se parece mais com uma retaliação. Ou até mesmo, em último caso, uma punição. Mas, pelo que? Foram os 275 estudantes os culpados pelas mortes por coronavírus nos campi da USP?

A medida é amplamente vazia de sentido. É apenas um simples e objetivo apagamento de registros, sem nenhum sentido prático, a não ser o de demostrar força e autoridade.

Do caso, é preciso chamar a atenção para o fato de que fica cada vez mais claro quem de fato defende esses tipos de ataques aos direitos dos estudantes, quando observamos que o Estadão vem à público defender o ato autoritário. O Estadão é o principal jornal da direita, e serve como referência e orientação à burguesia golpista. Quando o órgão vem à público defender a medida, tem o objetivo de mobilizar sua base numa propaganda que, de maneira “sutil”, torne normal a cassação de direitos.

Não denunciar tal ato é permitir que a propaganda avance numa direção muito perigosa. O apoio a esse tipo de propaganda preocupa, pois um amplo setor da esquerda apoiou cegamente durante toda a pandemia o fortalecimento do autoritarismo do Estado burguês. Vamos somar forças com o Estadão?

A justificativa foi sempre a “saúde”, no entanto, o que de fato ocorria era a propaganda do autoritarismo. A cada dia que passa, a coisa fica mais clara: o maior financiador da campanha de imposição da vacina é a burguesia, a direita, os golpistas, e não a esquerda.

Em relação ao caso, é preciso fazer uma campanha absolutamente contrária a esse tipo de ataque. A campanha deve ter o intuito de mobilizar os estudantes para denunciar tal arbitrariedade. A USP, como uma universidade pública, precisa exercer sua autonomia política tendo como principais protagonistas os estudantes, maioria esmagadora da universidade.

A USP não pode ser instrumento de repressão dos direitos democráticos da juventude. Em vez disso, precisa ser ferramenta de mobilização dos estudantes contra os ataques à população. Além disso, esses estudantes, mobilizados, devem denunciar o avanço do autoritarismo do Estado burguês, este que viu na pandemia uma oportunidade de avançar com ataques aos direitos democráticos da população.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.