Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Privatização

FUP chama Lula a reestatizar refinarias da Petrobras

Administração neoliberal da Petrobrás tenta vender tudo que pode antes do fim do governo Bolsonaro


Ao apagar das luzes, o governo Bolsonaro, por meio da atual gestão da Petrobras, decidiu promover mais crimes contra a população brasileira vendendo ativos importantes da empresa, aliás sempre abaixo do preço. A bola da vez foi a refinaria Isaac Sabbá (Reman), no Amazonas. Na última quarta-feira (30/11), foi concluída a venda da refinaria para o grupo Atem.

Além da Reman, muitos outros ativos estratégicos podem ser entregues antes da posse do novo governo. Entre elas, estão programadas a Fábrica de Lubrificantes e Derivados do Nordeste (Lubnor), do Pólo Bahia Terra, a Albacora Leste e o Terminal Norte Capixaba e da Petrobras Biocombustível (PBio). A Federação Única do Petroleiros (FUP) e seus sindicatos vêm denunciando o desmonte criminosos que ocorre na Petrobras e a formação de monopólios regionais privados como resultado dessa entrega.

As organizações operárias denunciam ainda o caráter ilegal das privatizações. Existe um processo no Supremo Tribunal Federal (STF), que será julgado apenas o ano que vem, se de fato ocorrer, uma vez que os ativos da estatal desde o governo Temer passando pelo Bolsonaro, para burlar a legislação, transformaram os ativos da estatal em subsidiarias para poder logo em seguida vendê-las ao capital privado sem a necessidade de autorização do Congresso Nacional.

As privatizações no interior da Petrobras, pelos malefícios à economia nacional, ao desenvolvimento e ao povo brasileiro, constituem um crime em si, mais criminoso ainda se torna quando averiguados os valores das privatizações. Essas sequer são vendas, mas verdadeiras doações ao capital privado, uma dilapidação do patrimônio público, transferido descaradamente ao capital privado. A Reman, segundo informações do FUP, “foi negociada por US$257,2 milhões, praticamente um quarto do valor do seguro contratado para o período 30/11/2022 a 31/05/2024, que é de 820,8 milhões de dólares”. A empresa, no entanto, foi adquirida por 189,5 milhões de dólares.

Os petroleiros realizaram mobilização em diversos estados no último dia 29/11 contra as privatizações. Na próxima quarta-feira, 07/12, está marcado um dia de mobilizações contra as privatizações criminosas do governo, que pretende vender tudo o possível até o final do governo Bolsonaro. Uma das questões fundamentais para o próximo período é a luta para revogar todas as privatizações realizadas pelo golpe de Estado: somente a mobilização dos trabalhadores poderá pressionar para tal desfecho, nenhuma confiança nas instituição do regime político golpista, somente a luta dos trabalhadores com seus próprios métodos poderá barrar o crime da burguesia contra o povo, contra o País.

Os petroleiros realizaram mobilização em diversos estados no último dia 29/11 contra as privatizações. Na próxima quarta-feira, 07/12, está marcado um dia de mobilizações contra as privatizações criminosas do governo, que pretende vender tudo o possível até o final do governo Bolsonaro. Uma das questões fundamentais para o próximo período é a luta para revogar todas as privatizações realizadas pelo golpe de Estado: somente a mobilização dos trabalhadores poderá pressionar para tal desfecho, nenhuma confiança nas instituição do regime político golpista, somente a luta dos trabalhadores com seus próprios métodos poderá barrar o crime da burguesia contra o povo, contra o País.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.