Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Crise do regime

EUA: A vitória do trumpismo e a crise do regime político

A falta de política da esquerda norte-americana tornou Trump o candidato "anti-sistema" no país


Donald Trump foi eleito em 2016 como o primeiro candidato fora do “sistema” controlado pelo principal setor do imperialismo nos Estados Unidos. Representando a enorme crise política do país, Trump e seu movimento veem promovendo um colapso do que era o Partido Republicano, para torna-lo de fato, um partido ligado à extrema-direita e sua figura. Após séculos de bipartidarismo político, onde Democratas e Republicanos alternavam o poder sob a dominação do mesmo setor do imperialismo, este novo movimento que tomou contra do Partido Republicano impôs uma dura derrota ao regime político do imperialismo.

Trump mesmo atacado pela burguesia, sendo inclusive censurado pelas redes sociais e obrigado a criar uma própria para se comunicar com seus eleitores, vem novamente se tornando o favorito para vencer as eleições presidenciais. Neste mês, nas eleições de meio de mandato, foi novamente o trumpismo o grande vitorioso. Com o total controle agora do Senado e da Câmara, a extrema-direita passa ter uma força consolidada no interior do regime, restando pouco tempo para a próxima disputa presidencial.

Pela ausência de uma política própria da esquerda norte-americana, que se colocou a reboque da política da direção do Partido Democrático, ou seja, do principal setor do imperialismo no país, o trumpismo vem crescendo como um suposto movimento anti-sistema da extrema-direita. Com a falta de alternativas e em meio a crescente crise do regime político nos Estados Unidos, a extrema-direita vem ganhando cada vez mais espaço nas eleições.

Os dados revelam a enorme crise que o país passa e serve de alerta para a esquerda de conjunto. Ao contrário do que pensa grande parte da esquerda, como por exemplo a esquerda pequeno-burguesa brasileira, a aliança com o setor “democrático” da burguesia, que é na realidade o setor do imperialismo, serve apenas para fortalecer o desenvolvimento da extrema-direita mundial. Como a esquerda não se coloca como uma alternativa ao sistema, a extrema-direita de maneira demagógica o faz. Nos Estados Unidos, está situação é expressa de maneira clara por Donald Trump e seu movimento que tomou conta de todo Partido Republicano, descompensando a balança do regime político há anos estabilizado pelo imperialismo.

Tentar reprimir a extrema-direita, apenas fortalece a concepção que são eles o setor que combate o falido regime imperialista. Sem uma esquerda ativa e não colocada à reboque do imperialismo, não há como confrontar o trumpismo.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.