Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Clube-Empresa parasita

Empresas querem dominar o futebol brasileiro por completo

ilusão da adoça do Clube-empresa se está pelos times brasileiros aumentando a tendencia de sugar a essência do futebol e alijar os torcedores da sua paixão


Passada a Copa do Mundo no Catar onde se presenciou mais uma vez o ataque ao futebol brasileiro, o próximo ano verá o avanço das empresas, principalmente estrangeiras, sobre o patrimônio futebolístico nacional.
Com o apoio de alguns dirigentes e da imprensa nacional, mais clubes com grandes torcidas abrirão mão do controle do departamento de futebol, somando-se a Botafogo, Bragantino, Cruzeiro, Cuiabá e Vasco. Na lista estão o Bahia e o Santo que avançam no processo de alteração para ser uma Sociedade Anônima de Futebol, enquanto outros como Fluminense ou Flamengo tem avaliado esta opção.
Em 9 de novembro deste ano, mesmo com a resistência do Presidente Santista, a Assembleia Extraordinária foi aprovada a mudança de estatuto do Santos. Agora deve ser feito um estudo de viabilidade da SAF.
Em 4 de dezembro o corpo social do Bahia aprovou a aquisição da SAF pelo grupo City, faltando a assinatura do contrato prevista para o início de 2023.
O Coritiba alterou seu estatuto para se tornar uma SAF em dezembro do ano passado, sem que tenha sido apresentado até agora um possível vendedor. O empresário do técnico Guto Ferreira, Adriano Spadoto que sua substituição pelo técnico português Antônio Ferreira, ex- uiabá, foi uma exigência de um grupo estadunidense que está interessado no Coxa. Fato negado pelo presidente em exercício , Glenn Stenger, em entrevista ao site Um Dois Esportes.
Uma das maiores entregas da tradição futebolística, deve ocorrer em Minas Gerais, pois o presidente do Galo pretende concluir os trâmites da SAF para a apresentação ao conselho deliberativo até março de 2023
O Athletico Paranaense já teve a alteração do estatuto para se transformado em SAF em novembro de 2021, mas o principal dirigente. Mario Petraglia, visto até como um efetivo dono disse que espera receber uma proposta adequada para avançar na mudança
A diretoria do América-MG espera levar a votação para a mudança do Estatuto para o Conselho Deliberativo até janeiro após receber a auditoria realizara pela britânica Ernst & Young. O Esmeraldino goiano também está com o projeto de se tornar uma SAF.
A campanha para adoção deste modelo é avassaladora.
O exemplo do pretenso esquerdista jornalista Juca Kfour ao chamar a diretoria do tricolor paulista de autoritária por recusar em ouvir uma suposta proposta do Grupo City demonstra a participação efetiva da imprensa burguesa brasileira.
Reforçado pela atuação de elemento direitista nos clubes, o ex-deputado estadual, Romeu Tuma Junior, Republicanos, tem uma petição para a adoção da SAF com o apoio de 100 conselheiros para levar ao conselho deliberativo do Corinthians
Mesmo clubes que tiveram sucesso nos últimos anos não afastam a possiblidade da SAF, tanto que no último dia sete o mais querido da Gávea sediou um evento que discutiu o tema
Esta situação dos times na série A. Uma situação que vai ampliar. Segundo um levantamento feito por Fabio Matos em reportagem para o site Metrópoles. 29 clubes brasileiros já se transformaram em SAF registradas nas juntas comercias de 11 unidades da federação com a estimativa que quase uma centena de clubes debatem o tema.
Pela lei 14.193/2021 aprovada em agosto de 2021, o clube pode se transformar em uma SAF ou transferir o controle do departamento de futebol para uma SAF composta por empresários, grupos de investidores ou fundos de investimentos.
É autorizada a abertura de capital na Bola de Valores e emissões de títulos, mas estão sujeitas a falência caso não consiga realizar a recuperação judicial.
As dividas atuais, uma das justificativas para a aprovação da lei, não são todas transferidas para SAF. Somente as obrigações cíveis e trabalhistas passam para a SAF que tem seis anos prorrogáveis por mais quatro anos para a quitação. As dívidas tributárias permanecem com o clube se não for estipulado que a SAF assume estas dividas.
A grande maioria dos clubes do país está estruturada como associações civis – organizações privadas, sem fins lucrativos, formadas a partir da união de seus sócios. Por esse modelo, um presidente é eleito pelos sócios para comandar o clube por um mandato, assim como os componentes dos Conselhos Deliberativo e Fiscal. Alguns deles criaram a possibilidade dos torcedores se tornarem sócios com direito a voto como o Fluminense .ou o Internacional Entretanto a realidade que a torcida importa cada vez menos a não ser como consumidores. Com a SAF o dono passa a assumir um controle que não precisa prestar contas nem aos sócios ou ais torcedores.
Quem acompanha o campeonato inglês que é considerado o mais bem-sucedido percebe como ficou praticamente impossível ir ao estádio assistir um jogo do seu time do coração. Atualmente o ingresso avulso mais barato de um jogo de times como Cristal Palace e Fulham custa £90 ( R$ 570.60), fora dos padrão de consumo mesmo do trabalhador local.. Além disso o dono pode preferir fazer investimentos em outros negócios como acontece no Arsenal ou somente preparar jogadores para a venda para o exterior.
Sem contar a ameaça das falências ou de rápida decadência de desempenho como aconteceu no exterior com o Málaga da Espanha ou Milan na Itália e também no Brasil com aconteceu com o Vitória, o Figueirense, o Botafogo de Ribeirão Preto.
A História do futebol comprova que quem realmente se importa com um clube de futebol é sua torcida, pois é quem o apoia nos momentos mais difíceis. A tendência de transformar o torcedor em um consumidor e alijar aqueles que não conseguem alcançar estes índices de consumo é uma efetiva ameaça a destruição do futebol como o esporte mais popular no Brasil graças ao parasitismo dos capitalistas.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.