Por quê estou vendo anúncios no DCO?

GARI

Compre a mais nova edição da revista Breton!

Coletivo de artistas do Partido da Causa Operária publicou mais um número da revista Breton


A Revista Breton, publicação do coletivo GARI – Grupo por uma Arte Revolucionária Independente – lança seu quarto número discutindo vários aspectos de uma das mais brasileiras das artes: dança e luta, jogo e realidade, corpo e alma ritmadas pelo berimbau. Em uma palavra: a capoeira. O gesto que ataca, defende, reflete e transforma em coreografia bela e mortal a energia revolucionária da luta pela liberdade.

Ao adquirir esta edição de Breton, além da rica discussão sobre arte, política e revolução, você também está colaborando com a campanha pela liberdade de expressão e por Lula Presidente.

Em sua edição anterior, a revista Breton destacou os princípios da Arte Revolucionária de acordo com o Manifesto da FIARI – Federação Internacional dos Artistas Independentes- assinado por Breton, Trotsky e Rivera, contribuindo para o debate sobre as artes e suas características revolucionárias (ou antirrevolucionárias da arte e seus desdobramentos sociais, culturais e políticos).

Depois de um século de sua publicação, o Manifesto FIARI ainda suscita muita discussão entre teóricos e  acadêmicos, que povoam o debate de termos na moda e os generalizam em forma de julgamentos e posicionamentos descontextualizados, usados como forma de argumentação eloquente, porém questionável, quanto ao papel e força da arte em movimentos revolucionários.

Uma arte revolucionária e independente que se faz com o corpo, que é proteção, escudo ou é arma. Por isso, a capoeira é o tema desta edição da Revista Breton, que parte do princípio de que artistas, teóricos  e suas discussões devem “principalmente organizar a intervenção artística de um ponto de vista prático.” Nesse sentido, no Brasil, nada é mais prático, revolucionário e artístico que a capoeira. Uma arte que sobrevive e escapa entre os dedos das teorizações acadêmicas como água em movimento.

Seguindo o editorial desta edição, A Capoeira: em defesa da arte genuinamente nacional, os artigos apresentam várias facetas desta arte. Começando por um fato de anos recentes, o primeiro artigo discute a vitória de um capoeirista sobre um lutador de jiu jitsu num momento de alta da modalidade que a família Gracie consagrou nos anos 1990, fato que marcou a história das artes marciais no Brasil, consagrando a superioridade da capoeira em relação às chamadas MMA (Artes Marciais Mistas), como o jiu jitsu.

Segue, nesta edição, um artigo de Mário de Andrade, grande estudioso da cultura brasileira e sua música, a respeito do principal instrumento musical da capoeira, o berimbau. Na sequência, um histórico da capoeira apresenta as raízes históricas e culturais de resistência e luta deste jogo que exige dedicação, prática e concentração constantes, acompanhadas dos elementos culturais que dão vida e energia a esta manifestação autenticamente brasileira, que merece nossa atenção e reflexão em momentos de massiva opressão e repressão à expressão legítima e artística desta arte.

Encerrando a discussão, a representação da capoeira na literatura brasileira oferece aos leitores este diálogo entre duas expressões artísticas nacionais, exemplificando o papel central da capoeira na construção de nossas raízes culturais brasileiras, repleta de sincretismos e de rebeldias, de enfrentamentos e ficções, de colaborações para um pensamento, uma arte e uma posição revolucionária perante os desafios da opressão do imperialismo cultural, econômico e, principalmente, político. Embora poderosos e fortes, a hipertrofia dos músculos imperialistas não dá conta da agilidade e do gingado revolucionário da capoeira jogada com o corpo, com a mente e com a arte.

Para adquirir a revista, entre em contato pelo número (11) 95106-0007 e contribua agora mesmo!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.