Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Nota de pesar

A música latino-americana perde sua maior voz, Míriam Miràh

Míriam era cantora do grupo Raíces de América e uma das fundadoras do Tarancón, duas das maiores bandas de música latino-americana do Brasil


A cantora Míriam Miràh faleceu na noite dessa terça-feira (22), aos 68 anos, segundo informações em seu perfil oficial do Facebook. A causa do falecimento não foi informada.

Míriam Miràh iniciou sua carreira cantando em festivais estudantis. Em 1972 participou da fundação do grupo Tarancón, reunindo músicos de várias nacionalidades da América Latina, no repertório, a rica música do continente. O auge do grupo foi em 1985, quando, liderado pela poderosa voz de Míriam, chegou ao segundo lugar no “Festival dos Festivais”, realizado pela Rede Globo, defendendo a bela canção “Mira Ira”,de Lula Barbosa e Vanderlei de Castro. A música só foi derrotada na final pela canção “Escrito nas estrelas” (Arnaldo Black com Carlos Rennó) defendida pela cantora Tetê Espíndola.

Em 2002 Miriam foi convidada a ingressar no grupo Raíces de América, fundado pelo maestro Willy Verdaguer em 1979 e que, junto com o Tarancón, forma os dois maiores expoentes da música latino-americana no Brasil.

A cantora também realizava inúmeros projetos paralelos, a maioria ligados à música latina e à música brasileira.

Míriam era a maior e mais reconhecida voz da música latino-americana no Brasil e em todo o continente. Ela e seus companheiros de grupo foram parceiros do PCO em um sem número de atividades realizadas pelo partido. Com o Raíces de América participou em vários Réveillons organizados pelo partido e se apresentaram também no Dia da Imprensa Operária (ver vídeo abaixo) em 2016, evento para comemorar o aniversário do jornal Causa Operária. Na última grande festa de Réveillon organizada pelo PCO, na virada de 2019 para 2020, Míriam participou com a banda Sendero da execução da Cantata de Santa Maria de Iquique, composta em 1969 pelo compositor Chileno Luis Advis Vitaglich.

Foram inúmeras as atividades que Míriam esteve conosco nos brindando com a sua voz forte e sua irreverência no palco.

Deixamos aqui a nossa singela homenagem. Sem sombra de dúvida, o Brasil e a América Latina perdem a principal intérprete da canção latino-americana, talvez a música popular mais rica do mundo.

Assista abaixo à entrevista de Míriam Miràh no programa Uzwela, na Causa Operária TV, e à apresentação de Raíces de América no Dia da Imprensa Operária.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.