Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Coletivo de Negros

2022: um ano de fortalecimento do Coletivo João Cândido

No ano que se vai, o Coletivo João Cândido se consolidou como uma força política importante no interior do movimento negro, mas ainda é preciso expandir seu alcance


Aproxima-se o final do ano de 2022, ´período de intensa luta política no Brasil e no mundo. O Coletivo de Negros João Cândido, na vanguarda da luta democrática do negro, teve uma participação impar, sobretudo, na mobilização da população contra o golpe e sua política de fome e massacre do povo, negros e demais oprimidos, pela eleição do presidente diplomado Luiz Inácio Lula da Silva, na denúncia da ideologia identitária, ideologia do imperialismo, e seus prepostos no país e na defesa de u programa consequentemente revolucionário no campo de democracia, que realmente da conta das demandas do povo negro.

No ano de 2022, o Coletivo retomou a mensalidade da publicação de seu principal órgão de imprensa, a Revista João Cândido, um marco fundamental para o desenvolvimento do coletivo, assim como é um marco para a imprensa negra, em geral, vilipendiada e esquecida pelas organizações negras em geral. A revista do coletivo é o principal meio de difusão do programa político e das ideias, em geral, do coletivo, um centro aglutinador de seus membros. Durante a campanha eleitoral, o Coletivo, em parceria com o Partido da Cusa Operária (PCO), também publicou um jornal com suas propostas políticas e os seus candidatos do PCO. Continuando no âmbito da imprensa, o Coletivo mantém seu já tradicional programa de notícias e debates na causa operaria TV, o programa Tição, a próxima tarefa e expandir seu alcance e visualização.

A principal atividade política do Coletivo no ano, no entanto, foi a realização do seu II Congresso do Coletivo João Cândido, ocorrido em março, na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, local onde ocorreu uma, mas mais barbaras matanças promovida pela polícia, uma espécie de Palestina, onde negros e pobres são segregados. Foi dois dias de debates com a participação da comunidade local. Desse importante acontecimento, saíram as diretrizes fundamentais para ação política do coletivo: o apoio a candidatura Lula e a luta contra o identitarismo, além da reafirmação de demandas fundamentais como o fim das polícias e dos presídios.

O Coletivo também esteve nas ruas no dia 20 de novembro, dia de luta do povo negro, levando seu programa, as massas e com a bandeira de fim das polícias a frente. No dia 27 de dezembro os companheiros do João Candido realizaram uma atividade própria com um importante debate: a luta do negro pequeno burgues e do negro operário, marcando a luta ideológica que se trava no interior do movimento negro, em que a ideologia pequeno-burguesa e a concepção cientifica e proletária da questão negra se confrontam. Para terminar o dia, após o debate, feijoada e samba.

Venha fortalecer a luta revolucionária do negro pela integral libertação de todos os oprimidos, participe do coletivo João Candido. Nossas reuniões são todos os sábados às 14h. Participe! Entre em contato pelo e-mail: joaocandidopco@gmail.com

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.