Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Censura

Objetivo do TSE é fechar canais de esquerda e consolidar ditadura

Novamente, Judiciário usa bolsonaristas de bode expiatório para atacar a liberdade de expressão


Na semana passada, o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Luís Felipe Salomão, emitiu uma determinação arbitrária e antidemocrática de suspender repasses de dinheiro (conhecidos como monetização) nas redes sociais a páginas bolsonaristas. O pretexto: a suposta disseminação de “fake news” contra o santificado sistema eleitoral.

Vemos que se aprofunda a política de censura do Estado brasileiro, através do Poder mais reacionário e ditatorial de todos, o Judiciário. Este diário denuncia há muito tempo a tentativa de censurar vozes dissonantes dos setores principais da burguesia e do imperialismo.

A burguesia inventou o combate às “fake news” da mesma forma que havia inventado o combate à corrupção. Trata-se de uma campanha de perseguição política para combater, na verdade, os seus adversários. Afinal, ambas são campanhas integralmente hipócritas. Quem mais dissemina “fake news”, assim como quem mais é corrupta, é justamente a burguesia e seus instrumentos de dominação, como seus políticos e sua imprensa.

Uma outra ferramenta importante de dominação da burguesia são as urnas eletrônicas, que ajudam a garantir a fraude nas eleições para que os candidatos da direita vençam. Foi assim que Bolsonaro se elegeu em 2018, dentre outros tipos de fraude ─ como a campanha da imprensa burguesa contra o PT, e a cassação ilegal do TSE da candidatura de Lula.

No entanto, para calar qualquer voz opositora dessa ditadura que se instala no País desde 2016, a burguesia, por meio do abominável TSE, agora utiliza a farsa das “fake news” contra as eleições para fechar canais.

Afinal, para os canais que não recebem grandes somas de dinheiro da burguesia, a única opção que resta é se dirigir a seu público pedindo ajuda financeira. É que o fazem os bolsonaristas, que, diferentemente do restante dos partidos burgueses, têm alguma base social e militante.

Mas quem disse que esse atentado aos direitos democráticos irá atingir somente os bolsonaristas?

Em reunião com representantes dos monopólios das redes sociais, Salomão (que pensa que é rei) sugeriu editar uma resolução que, durante as eleições, suspenda a monetização de canais que abordem temas políticos, segundo reportagem do reacionário O Estado de S. Paulo. Conforme a mesma reportagem, a tendência do TSE é realmente proibir a geração de renda de canais que “crescem a partir de conteúdos agressivos e ataques às instituições”.

Pois as instituições são sagradas. São, elas mesmas, a encarnação da democracia! O golpe contra Dilma, a prisão de Lula e a eleição fraudulenta de Bolsonaro, por exemplo, foram conquistas gloriosas dessa democracia!

Em nome da democracia, a ditadura que governa o País ─ que tem no Judiciário sua expressão mais acabada ─ agora investe pesado na censura. O objetivo é fechar os canais que vivem do dinheiro de seu próprio público ─ ao contrário dos sacrossantos canais que mamam o dinheiro público via repasse do Estado sem consulta nenhuma à sociedade, como é o caso do monopólio da imprensa golpista (Globo, SBT, Bandeirantes, Folha, Estadão, Veja etc.).

E os canais de esquerda, progressistas, que representam os interesses da classe operária, da população, sobrevivem justamente da contribuição financeira de seu público. Esses canais, logicamente, falam de política. Aliás, praticamente todos os canais no Youtube falam de política de uma maneira ou de outra.

Os canais da classe trabalhadora, ao contrário dos canais da burguesia, não recebem dinheiro de empresas ou do governo. Não recebem dinheiro roubado dos trabalhadores. Recebem dinheiro doado voluntariamente pelos trabalhadores, porque acreditam na causa desses canais. Exemplos desses canais são a Causa Operária TV, a TV 247 e a DCM TV, dentre outros.

E são os canais da esquerda, naturalmente, os que mais denunciam as instituições, cada um de sua maneira, uns mais moderados, outros mais radicais. Finalmente, essas são instituições golpistas, dominadas pela direita e pela extrema-direita, inimigas dos trabalhadores e do povo.

Sendo executada a política do TSE, os canais da esquerda perderam a única renda que têm, isto é, a contribuição financeira voluntária de seus espectadores. Portanto, não terão mais como funcionar, pois é dessa renda que vivem seus escassos funcionários, é a partir dessa renda que pagam todos os custos de produzir programas diários. Terão, assim, de fechar as portas.

E é exatamente essa a intenção do TSE, do Judiciário e da burguesia brasileira. Fechar os canais de esquerda. Principalmente, porque eles são os únicos que dão voz não apenas aos trabalhadores, mas aos representantes dos trabalhadores nas eleições de 2022. Precisamente, são os únicos que não incriminam e atacam o ex-presidente Lula, candidato dos trabalhadores nas eleições de 2022 ─ enquanto todos os outros canais, da burguesia, trabalham para sabotar a candidatura de Lula.

Trata-se de uma forma mais de fraude eleitoral. Justamente sob a desculpa de… combater a fraude eleitoral!

Contra mais uma ilegalidade, é preciso impulsionar as denúncias do ditatorial TSE e de todo o Judiciário, órgão totalmente antidemocrático. É preciso alimentar uma forte campanha pela candidatura de Lula à presidência. E é preciso prestar todo o apoio à imprensa independente, de esquerda, dos trabalhadores.

APOIE A CAUSA OPERÁRIA TV, SEJA MEMBRO


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.