Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Congresso da CUT

Nossas propostas para o Congresso da CUT

A população já percebeu que Bolsonaro e os golpistas são seus inimigos e por isso vem se levantando contra eles


A análise da situação nacional passa hoje pela compreensão do que foi o golpe de Estado no Brasil de 2016, arquitetado pelos países imperialistas, principalmente o norte-americano e, pela burguesia nacional, golpe esse que é parte de uma política de conjunto dos países imperialistas na América do Sul e nos países atrasados do mundo inteiro, devida a gigantesca crise capitalista mundial.

Primeiramente, no Brasil, tivemos a farsa do impeachment, no reacionário Congresso Nacional, da presidenta, eleita democraticamente, Dilma Rousseff, em seguida, a fraude da Operação Lava Jata que, com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, elevou ao status de presidente da República, através da fraude eleitoral, um fascista, Jair Bolsonaro.

Agora preparam a terceira etapa do golpe de Estado no Brasil, sob o comando, também, do imperialismo e suas organizações, como a CIA, que está colocando em marcha a campanha da “terceira via” golpista, dos partidos da direita, como João Dória, Ciro Gomes, Eduardo Leite, entre outros, todos apoiadores do golpe, defensores da política neoliberal, genocida e fascista no país, ou seja, um novo plano para tirar Lula do páreo em 2022.

Antes de qualquer outra coisa, é preciso dizer que, levando-se em conta a enorme avalanche de ataques contra o povo, os métodos de luta de que a esquerda se valeu até agora contra o governo Bolsonaro se mostraram totalmente ineficazes.
A esquerda pequeno-burguesa, desde o início do governo de extrema-direita, demonstrou uma vacilação exacerbada.

Com a Pandemia do Coronavírus, as principais organizações do movimento operário e popular mergulharam na política de “fica em casa”, enquanto o governo esteve sempre em prontidão para doar trilhões aos banqueiros e capitalistas, inclusive, se dispondo também a vender as maiores empresas nacionais a preço de banana. A grande maioria do povo, a qual não pode fazer home-office, nunca parou de trabalhar e a quarentena não passou de uma mera campanha de marketing para validar o que na verdade faziam Bolsonaro e os golpistas: o genocídio. Além disso os golpistas se aproveitaram da pandemia para atacar os direitos dos trabalhadores com medidas de redução da jornada de trabalho com redução salarial, contratação temporária sem os direitos garantidos por lei, etc.

A população já percebeu que Bolsonaro e os golpistas são seus inimigos e por isso vem se levantando contra eles. São notórias e cada vez mais frequentes e radicalizadas as manifestações contra Bolsonaro, vistas por todo o País. Está na boca do povo a palavra de ordem “Fora Bolsonaro”. Também está na boca do povo, com igual entusiasmo, a palavra de ordem “Liberdade para Lula”, da mesma forma entoada nas ruas de todo o País.

A única possibilidade é a mobilização das massas nas ruas, uma mobilização radical e revolucionária dos trabalhadores e demais classes populares. Nesse sentido a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a maior e mais importante organização da classe trabalhadora na América Latina, deve organizar esse movimento que se apresenta com força no seio da classe trabalhadora.

É preciso reverter todas as reformas neoliberais impostas pelo golpe contra os trabalhadores. A reestatização das empresas privatizadas e o fim do teto dos gastos, por educação e saúde gratuitas e públicas, com qualidade para toda a população!

Contra o congelamento, na prática, do salário mínimo, realizado por Bolsonaro, os trabalhadores devem exigir um salário vital de R$ 5 mil. Contra as demissões dos patrões, a escala móvel de horas de trabalho, para que todos tenham emprego e cada um trabalhe menos! Pelo cancelamento do pagamento da dívida pública bilionária, que aumenta a cada ano!

Para que essas reivindicações sejam possíveis, no entanto, só derrotando o golpe e derrubando o governo Bolsonaro, na marra, nas ruas. Fora Bolsonaro e todos os golpistas!

  • Abaixo toda política de “ajustes” e cortes nos orçamentos públicos.
  • NÃO ÀS PRIVATIZAÇÕES!
  • Nacionalização do Petróleo e Reestatização da Petrobras sob controle dos trabalhadores
  • Ocupar as fábricas contra as demissões. Escala móvel de salários e horas de trabalho
  • Reforma Agrária com expropriação do latifúndio
  • Reforma Urbana com expropriação dos especuladores e plano nacional de construção de casas populares sob o controle das organizações populares
  • Não à repressão contra o povo trabalhador. Dissolução da PM, máquina de guerra contra a população pobre e negra.
  • Estatização do Sistema Financeiro
  • Reajuste salarial sempre que a inflação chegar a 3%
  • Reposição das perdas salariais
  • FORA OS GOLPISTAS! Por um governo dos trabalhadores da cidade e do campo

COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.