Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Lucro dos bancos

Enquanto os lucros dos bancos crescem, bancários se desesperam

O setor mais parasitário da economia lucra os tubos enquanto os trabalhadores e a população estão comendo o pão que o diabo amassou


Os números divulgados, pelos banqueiros, demonstram que o setor mais parasitário da economia nacional, os bancos, têm registrado recorde de lucros, mesmo no período da pandemia, em que os outros setores (indústria, comércio, etc.) foram brutalmente afetados. Esses números também estão em contradição com a situação de miséria da categoria bancária.

Os dados, parciais do ano de 2021, do Banco Central em relação ao lucro dos cinco maiores bancos no Brasil, não deixa dúvida do caráter parasitário dos banqueiros. Os cinco maiores bancos de varejo no país, Itaú/Unibanco, Bradesco, Santander, Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal tiveram um lucro líquido de R$ 26,2 bilhões no terceiro trimestre, uma alta combinada de 36% em um ano. O aumento do lucro é resultado do maior aumento de crédito e por um salto nas receitas com tarifas. O resultado com tarifas bancárias é verdadeiramente extraordinário, quando comparado com o nível de miséria da população que, como sempre, paga a conta para manter os privilégios de meia dúzia de banqueiros parasitas. As receitas com prestação de serviços e tarifas dos cincos maiores bancos cresceram 5% em um ano, somando R$ 37,2 bilhões.

Por outro lado, enquanto que os banqueiros fazem a farra enchendo os bolsos, a categoria bancária vem comendo o pão que o diabo amassou, devido à política de reestruturação imposta pelos patrões.

No ano de 2020 os banqueiros fecharam 2.080 agências bancárias em todo o país que, teve como uma das suas principais consequências, além do fechamento de 9 mil postos de trabalho, ou seja, a demissão de milhares de pais de famílias, a redução de postos de atendimento bancário em mais 89 municípios.

Dos 5.568 municípios brasileiros, com o fechamento de mais esse contingente de agências, apenas 2.338 deles são atendidos pelos bancos.

A atividade bancária que deveria ter uma função pública de interesse de toda a população, é tratada pelos os governos de plantão dos capitalistas como um instrumento de enriquecimento de meia dúzia de parasitas que vivem às custas de sugar o sangue dos trabalhadores e de toda a população. Tanto é assim que, é a população mais pobre que sofre com a política de enxugamento das agências bancárias no país a fora. A população em municípios sem estrutura bancária, são obrigados a ir em outras cidades para ir, por exemplo, sacar a aposentadoria ou outros benefícios.

Os banqueiros, para justificar o fechamento de agências e postos de serviços, estão utilizando a desculpa, esfarrapada da concorrência com fintechs, pressões regulatórias e a transformação em agências digitais e, conforme a Federação dos Bancos (Febraban), a decisão de abrir ou fechar um posto de atendimento é tomada pelos bancos individuais com base na estratégia de negócios e, que os bancos estão se adequando suas estruturas à nova realidade do mercado, ou seja, traduzindo para o português: para que mantenhamos nos nossos lucros que se lasque a população e os trabalhadores.

Contra essa política de terra arrasada dos banqueiros e seus governos à população e os trabalhadores, que vem sofrendo com as demissões e a precarização dos seus direitos trabalhistas, é preciso organizar imediatamente uma campanha vigorosa para que a atividade bancária seja um instrumento de toda a população. Organizar comitês de luta em todos os locais de trabalho para organizar uma gigantesca mobilização com o objetivo de barrar a ofensiva reacionária dos banqueiros e seus governos que vêm, sistematicamente, lucrando às custas da miséria dos trabalhadores e de toda a população em geral.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.