Por quê estou vendo anúncios no DCO?

A serviço de quem?

A Revista Fórum e o gabinete do ódio da esquerda pequeno-burguesa

O "Gabinete do Amor" do PSOL nas eleições de 2020, que pregava a boa convivência com os empresários, agora se converteu em uma artilharia de baixa qualidade contra o PCO


O editor-chefe da Revista Fórum, Renato Rovai, segue obstinado em provar que os militantes que colocaram para correr os ladrões de todo o patrimônio nacional são, na verdade, membros de uma organização criminosa montada para roubar celulares. Por repetidas vezes, Rovai acusou o PCO — isso mesmo, caro leitor, uma pessoa jurídica! — de ter agredido, xingado e furtado Carmen Silva, membro do Movimento Sem-Teto do Centro. Acusa, tal qual a revista Veja e o fascista Sérgio Moro, sem quaisquer provas.

A grande justificativa de Renato Rovai para sair atacando o PCO é que Carmen Silva seria “uma mulher honrada”, uma petista que teve “milhares de votos” nas eleições para vereador etc. Ainda que fosse, o que justificaria convidar essa pessoa para dar vários depoimentos contraditórios e mentirosos, de tom claramente caluniador, e não convidar o outro lado?

A questão é que Rovai deu todo o espaço de sua imprensa a Carmen Silva, mas manteve a porta fechada a cadeados para o PCO porque está diretamente interessado em atacar o PCO. E que fique claro, leitor: não se trata de uma “crítica”, de uma luta política contra um partido cujo programa Renato Rovai quer combater, mas se de um ataque covarde. Covarde porque Renato Rovai adota um jornalismo unilateral, dando espaço para apenas um dos lados — e o pior deles, que está visivelmente mal-intencionado, mentindo descaradamente. É o mesmo que a Rede Globo, que dedicou dezenas e dezenas de horas, somente no Jornal Nacional, para mostrar os “crimes” jamais provados do ex-presidente Lula, mas que nunca chamou o ex-presidente para desmenti-los.

A conduta de Renato Rovai, neste sentido, é semelhante à conduta da extrema-direita brasileira desde que levantou a cabeça. É o mesmo tipo de campanha que foi feita em larga escala contra o PT e que o próprio Rovai se diz contrário: as chamadas “fake news”, acusações policialescas, calúnias, mentiras, intrigas etc. O próprio governo Bolsonaro montou sua própria indústria de notícias falsas, conhecida como “gabinete do ódio”. Não é diferente aqui: trata-se de um gabinete de ódio em pequena escala para atacar a esquerda. Em pequena escala porque é um gabinete de baixo orçamento, pois não tem o financiamento do conjunto da burguesia ou da grande burguesia. Nesse sentido, é um gabinete do ódio precário, mambembe, igual ao jornalismo de Rovai.

Ironicamente, o grupo político do qual Renato Rovai faz parte decidiu, há não muito tempo, criar o que chamou de “gabinete do amor”. O chefe dessa operação é o candidato de Renato Rovai a prefeito de São Paulo em 2020, o psolista Guilherme Boulos. Segundo os integrantes do “gabinete”, o objetivo da iniciativa seria “lutar contra notícias falsas”.

Não se viu nada disso. Na verdade, o “gabinete do amor” serviu de fachada para que a candidatura de Guilherme Boulos declarasse todo o seu amor à burguesia. Naquele período, defendeu não “demonizar” os empresários e colocar a guarda municipal em todos os bairros paulistanos para massacrar os pobres. A intenção era clara: em vez de enfrentar a direita, o PSOL queria lhe entregar flores. Nada de ódio àqueles que castigam o povo, mas sim a plena colaboração, porque, quem sabe, a burguesia lhe concedesse o cargo de prefeito e o gabinete do amor fosse transferido para a sede da Prefeitura de São Paulo.

Agora, ficou clara a farsa. O “gabinete do amor” não é universal — funciona apenas com a burguesia. Funciona apenas para que Boulos e Rovai aplaudam a frente ampla, para que o cacique psolista assine manifestos com Fernando Henrique Cardoso e escreva o que a Folha de S.Paulo quer. Com a esquerda, sobretudo a esquerda revolucionária, que declara guerra à burguesia, o “gabinete do amor” rapidamente se converte em “gabinete do ódio”. E o “roubo de celular” de Rovai assumindo a forma da “mamadeira de piroca” de Bolsonaro.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.