Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Frente ampla com a direita

Não há como concordar com Witzel e Doria em nada

Os adeptos do cretinismo parlamentar passaram a defender um cretinismo governamental, e na medida em que apoiam os governadores tão fascistas quanto o fascista presidencial


A esquerda nacional está completamente inerte na situação política e como não existe vazio na política está completamente a reboque de um setor reacionário da direita. Dessa forma, o que poderia parecer inimaginável algum tempo atrás, hoje é lugar comum que os novos “heróis” da esquerda são figuras da direita, como os governadores “responsáveis” Doria e Witzel.

Os adeptos do cretinismo parlamentar passaram a defender um “cretinismo governamental”, e na medida em que apoiam os governadores tão fascistas quanto o fascista presidencial estão na verdade abrindo mão completamente da independência política. No artigo Coronavírus: hoje eu concordo com Doria e Witzel. Mas não esqueço quem eles são.; assinado por Cecília Olliveira , publicado no site the Intercept Brasil, é defendido que setores da extrema direita não são tão ruins como se pensa, ou melhor (quer dizer pior) apesar de ter ciência do que eles representam, a articulista insiste em defendê-los.

Por acaso, esse desespero da esquerda em apoiar a extrema direita acontece no momento do fortalecimento do regime político, em que ocorre o aumento popularidade dos políticos burgueses? Não, exatamente o oposto.

Inclusive, desenvolve-se um deslocamento cada vez mais acentuado de setores da classe média para a oposição, com o aumento do isolamento dos bolsonaristas. Portanto, no exato momento em que se oferece a oportunidade da esquerda apresenta-se como uma alternativa política, ela simplesmente refuga e resolve simplesmente seguir setores da extrema direita dissidentes, como os governadores de direita e o centrão no Congresso Nacional.

A divisão da burguesia nacional diante da crise econômica e do completo fracasso do governo Bolsonaro em lidar com a crise sanitária acirrada pela pandemia do coronavírus levou a setores da direita a procurar apresenta-se como “opositores” radicais ao Bolsonaro. A despeito da concordância na quase totalidade das questões políticas fundamentais, e inclusive na total falta de política para enfrentar a propagação da pandemia, Dória e Witzel são apresentados como “ diferentes” em relação a Bolsonaro. A posição em relação a medidas de quarentena mais rígidas é a questão que supostamente seria a grande linha divisória diante do contexto atual.

A esquerda que não tem programa diante da pandemia, adotando o mantra “#Fica em casa” como praticamente única medida sanitária. Na medida em que Bolsonaro não apresenta nenhuma proposta para enfrentar a crise sanitária, a não ser minimizar os efeitos reais do coronavírus, e fazer campanha contra as medidas de isolamento social, e como os governadores apresentam enfaticamente a defesa das medidas de isolamento, o que pese que a “quarentena” é completamente seletiva, figuras como Doria e Witzel são os representantes da “nova vanguarda” anti bolsonarista para a esquerda “#Fica em casa”.

É importante destacar que Doria e Witzel foram eleitos governadores nos dois principais estados da federação, respectivamente São Paulo e Rio de Janeiro, no mesmo esquema fraudulento que elegeu Bolsonaro em 2018, que tem um programa e ações de governos marcados pela repressão e pela retirada de direitos dos trabalhadores. É sempre bom lembrar da campanha “Bolsodoria” em São Paulo, em que o candidato  ao governo estadual Dória ( apoiado pela burguesia) abandonou a candidatura presidencial oficial do PSDB e fez aliança prática para eleger Bolsonaro.

Indubitavelmente o papel da esquerda é sempre lembrar quem são os políticos burgueses, que por conveniência buscam escamotear o que fizeram e quem realmente eles são. Afirmar que mesmo sabendo quem eles são, eles supostamente estão “corretos” na crise sanitária é demostrar que não se tem uma verdadeira caracterização do papel extremamente nefasto e contra os trabalhadores de governos como Doria e Witzel, inclusive na área da saúde pública. Para levar a luta em defesa do povo e contra a pandemia do coronavírus é fundamental estimular a desconfiança contra os governos burgueses, em especial os da extrema direita.

Neste contexto geral, apregoar que Doria e Witzel e outros elementos da extrema direita estão “certos” significa colocar-se completamente a reboque da burguesia. Mais do que uma “ frente ampla”, este alinhamento com os governadores da extrema- direita promove uma subordinação dos trabalhadores ao regime politico, isso quando é cada vez mais necessária a independência política para enfrentar a sanha dos capitalistas em retirar direitos, promover desemprego e redução salarial, sem contar a política criminosa de não fazer nada contra a proliferação da pandemia do coronavírus.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.