Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Lobo em pele de cordeiro

Com apoio de Rui Costa, Bahia já conta com 83 escolas militarizadas

Governo do PT assume seu caráter de direita ao propor a difusão da ideologia fascista dos militares e tomar à frente na militarização das escolas.

O governo Jair Bolsonaro apresentou em junho de 2018 o projeto de criação de 108 escolas cívico militares até 2013 e ao lançamento dobrou a meta para 216 unidades. A implantação ocorrerá em uma parceria com as escolas estaduais e municipais as quais receberão 1 milhão de reais para melhorias caso façam a adesão ao programa.
Para se candidatar a parceria, a escola deve atender do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e /ou médio, localizar-se em área de vulnerabilidade social , ter baixo desempenho no Ideb ( índice de desenvolvimento da Educação Básica), além de efetuar consulta pública na comunidade à respeito da aprovação da adesão.

A justificativa do MEC para o projeto, é de que as escolas cívico-militares trariam mais segurança e qualidade de ensino para a educação básica. O decreto de criação determina a gestão compartilhada entre civis e militares da reserva que serão responsáveis igualmente pela área administrativa e a pedagógica para o desenvolvimento de “”valores humanos, éticos e morais”, além de “promover a sensação de pertencimento no ambiente escolar.”
Segundo a especialista em educação Priscila Cruz , presidente executiva do Todos pela Educação, os argumentos usados pelo governo para justificar este modelo nos estabelecimentos de ensino, são enganosos, pois não há nenhuma comprovação de que haja de fato um aumento do desempenho escolar . Os parâmetros usados para comparação são de escolas totalmente geridas pelos militares e que tem como estudantes filhos de classe média e filhos de militares, portanto com condições sócio-econômicas bem distintas das escolas públicas em que serã implementado o modelo cívico-militar. Afirma ainda, que a proposta não tem “nenhuma outra explicação que não seja atender a um interesse de posicionamento político-ideológico do grupo que está hoje no governo”.

Governos declaradamente de direita promovendo o militarismo nas escolas não trazem surpresas, porém no estado da Bahia, governado por Rui Costa do PT, já existem desde 2018 83 escolas cívico-militares, atingindo 18% dos municípios. E pasmem: o projeto além de se assemelhar em muito com o do presidente fascista, antecede a proposta de Bolsonaro. O projeto contempla a parceria administrativa com militares da reserva ou reformados , remunerados pelo estado ou prefeitura com valores entre 2000,00 e 3000,00 reais.

“Trabalhamos exclusivamente com a parte disciplinar, a ideia é fazer com que os alunos cumpram os horários, respeitem os professores, resgatando valores que com o tempo foram deixados de lado nas escolas “, afirma o gestor do projeto das escolas militarizadas, tenente coronel Ricardo Albuquerque. Escolas geridas por militares, tanto administrativamente como no âmbito pedagógico, implicam no direcionamento ideológico dos jovens estudantes. A atuação da PM e o posicionamento das forças armadas não deixam dúvidas sobre o cunho fascista de direita no meio militar. Em época em que o questionamento ou discordância no ambiente escolar rende a acusação de aparelhamento de esquerda , e a ideia de escola sem partido ganha voz, um governo dito de “esquerda” incentivar ou, pior ainda , tomar a dianteira em um projeto de militarização das escolas, demonstra no mínimo duas possibilidades: ou este governo não tem a mínima noção de que está dando munição para a direita ou então trata-se de um bolsonarista em roupa de esquerdista.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.