General Severiano

Torcedores do Botafogo protestam contra a SAF e Luis Castro

Após um ano da privatização do clube, a torcida do Botafogo está perdendo a paciência com a falta de compromisso da SAF e os maus resultados do português Luis Castro

Depois da eliminação do Botafogo no Campeonato Carioca, torcedores expressaram sua frustração através de pichações nos muros da sede do clube, General Severiano. Os alvos foram o dono da SAF alvinegra, o empresário norte-americano John Textor, e o treinador da equipe, Luís Castro. 

Nas imagens divulgadas em perfis de redes sociais, os torcedores pediam reforços para a equipe e criticavam a falta de contratações. Algumas das pichações traziam mensagens como “Fora Textor” e “LC (sic) fdp”. 

No início do ano, Textor vendeu um dos melhores jogadores do time, o jovem e habilidoso ponta Jeffinho, além do outro ponta titular, Júnior Santos. Nenhum jogador foi contratado para repor nestas posições, e o Botafogo está tendo de atuar com os reservas de 2022. O caso Jeffinho tem se mostrado um escândalo, visto que ele foi comprado por outro time de Textor, o Olympique Lyonnais, da França — aumentando as dúvidas sobre o fato do “Glorioso”, do Rio, se tornar um clube satélite da equipe francesa.

Após a venda do jogador, Textor afirmou que, com o dinheiro arrecadado com a venda do jogador, poderia-se contratar mais dez outros atletas para compor o time. No início do ano, a diretoria da SAF prometeu seis novos reforços. Até agora, nada foi comprido.

Ainda há o caso do treinador português Luis Castro. Mesmo com mais condições, recursos e melhores atletas que treinadores passados, o técnico do Botafogo não consegue montar um padrão de jogo e, este ano — além de atuações bisonhas em 2022 —, o Alvinegro teve péssimas atuações contra times da Série D e sem série.

O caso do Botafogo revela a farsa da SAF e dos técnicos estrangeiros. A privatização dos clubes brasileiros serve apenas como forma de garantir lucros estratosféricos para capitalistas e especuladores internacionais, sem trazer grandes benefícios para os clubes comprados. A infiltração de treinadores estrangeiros, por sua vez, tem se revelado um fracasso. Salve exceções (como Abel Ferreira, do Palmeiras), a maioria dos técnicos europeus não deu certo.

Os clubes precisam ser propriedade dos torcedores, os verdadeiros interessados nas suas glórias. Ao mesmo tempo, é preciso um intensa campanha contra a propaganda contra o futebol nacional, que apresenta os técnicos burocráticos da Europa como grandes gênios, enquanto os brasileiros são rebaixados.

No entanto, é triste saber que a recente manifestação dos botafoguenses não terá tanto efeito como em tempos passados, antes da SAF. Isso porque o dono (90% do futebol) do clube mora nos Estados Unidos, na Flórida. A SAF não usa General Severiano como sede — que continua sendo do clube social, que detém apenas 10% do futebol do Botafogo.

Apesar da eliminação, o Botafogo ainda disputará a Taça Rio e buscará vencer para garantir sua vaga na Copa do Brasil de 2024.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.