Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Crise imperialista

Por que a economia alemã está despencando

Guerra imperialista contra a Rússia usando a Ucrânia leva crise para a Alemanha

As economias de grandes potências imperialistas estão em franca decadência. A Alemanha, a maior economia do continente europeu, deixou de ser líder da Europa e começou a sofrer um processo de retardamento em consequência da desindustrialização e inflação.

Está prevista para este ano um recuo no Produto Interno Bruto (PNB) alemão de 0,3%, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), o qual atribui esse recuo à fraca produção econômica.  São dois trimestres consecutivos de retração na economia, o que alguns economistas já consideram como recessão técnica.

O que intensificou a crise da economia alemã foi a Guerra na Ucrânia, uma guerra contra a Rússia, que precisou contra-atacar os ucranianos para se defender da nefasta política imperialista dos Estados Unidos na região.

“O ponto final após o qual a economia alemã começou a tremer foi o conflito na Ucrânia e as sanções (anti-Rússia) relacionadas. Tudo isto teve um efeito tremendo na economia alemã. Agora estamos testemunhando uma inflação sem precedentes na última década, e que o governo, apesar das numerosas medidas de apoio à economia, não foi capaz de reverter. Vemos isto também na forma de altos preços da energia, inclusive para serviços públicos para consumidores comuns e empresas industriais”, afirmou Eugen Scmidt, que é membro do Bundestag.

A Alemanha sinalizou em julho uma inflação de 6,5%, abaixo dos 6,8% de junho, porém ainda muito acima do que fora planejado. A política neoliberal agressiva dos Bancos Centrais em aumentar suas taxas também vem prejudicando a economia, cujo setor industrial e energético são os mais atingidos.

Essa crise das economias imperialistas expõe todo o fracasso da política neoliberal e indica que o caminho da libertação dos povos nunca fora esse e nem será.

Toda a articulação imperialista europeia para prejudicar a Rússia não deu certo e o tiro imperialista está saindo pela culatra, atingindo a economia alemã e pode atingir as demais economias da União Europeia, enfraquecendo o imperialismo europeu aliado ao americano.

Esse é um momento para os governos nacionalistas dos países oprimidos se organizarem, alavancar os BRICS, expor o fracasso da política parasita do neoliberalismo e denunciar a Guerra da Ucrânia, que está sendo utilizada pela OTAN e EUA para desequilibrar a Rússia.

Além disso, dentre outras políticas, que os governos nacionalistas defendam sua soberania diante dessas crises e continuem o comnbate ao imperialismo.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.