Por quê estou vendo anúncios no DCO?

É hora de mobilizar!

Ou Vargas, ou Chávez

Cabe a Lula decidir qual caminho tomar diante dos fatos do último domingo: ou parte para o enfrentamento com mobilizações ou poderá cair como Getúlio.


No último domingo (08), as manifestações chamadas de bolsonaristas – mesmo que não exista uma coesão apenas de apoiadores de Bolsonaro, demonstraram que há um setor organizado tanto fora, como dentro das altas patentes militares. Em apenas 8 dias de governo já foi dado o recado: a direita não pretende baixar a cabeça, continuará impulsionando as manifestações e existe a possibilidade de radicalização.

Ao mesmo tempo, não podemos ter o entendimento que nesse domingo tenha sido uma tentativa de golpe, mas um e um ensaio, poderíamos dizer. Quem acompanhou aos vídeos, viu toda a força de aparato repressiva do Estado, como a tropa de choque, facilitando a entrada dos manifestantes nos prédios. O recado foi enviado pelos militares, mas mostrou que, em última instância, a própria polícia já está cooptada pela direita. Quem irá impedir caso se orquestre um golpe? A polícia fascistoide? A história já nos mostrou que de maneira nenhuma esses elementos protegerão a esquerda, Lula ou o PT.

O momento mostra uma certa debilidade governo e uma procura de sua desestabilização, de modo que podemos ter uma situação real e clara de golpe em um futuro. Além disso, a extrema-direita possui condições fundamentais para levarmos isso em consideração: alto financiamento privado, organização vinda dos militares, especialistas na área, e um movimento radicalizado que começa, até certo ponto, a evoluir sozinho sem a necessidade de Bolsonaro como líder.

Do ponto de vista prático temos dois exemplos marcantes: Getúlio Vargas foi eleito em 1950, em um governo muito debilitado e cheio de acusações de corrupção e tentativa de homicídio contra seu gabinete. Uma pressão enorme do imperialismo, e da cúpula militar mais ligada a este setor, fez com que em agosto de 1954 cometesse suicídio. Vargas não teve condição de chamar a mobilização popular contra os golpistas e se “entregou”, abrindo espaço para o início dos eventos que culminariam na ditadura de 1964.

Hugo Chavez, em abril de 2002, passou por um golpe militar que durou em torno de 48 horas. Chávez foi detido por militares e a Assembleia Nacional e o Supremo Tribunal foram dissolvidos.O presidente e os movimentos chavistas, porém, em nenhum momento abriram mão do apoio, mobilização e lutas contra o golpe instaurado. Na capital, Caracas, o golpe de Estado levou a um levante dos partidários de Chávez. A Guarda Presidencial pró-Chávez, retomou o palácio presidencial de Miraflores, levando à recondução de Chávez à presidência.

Os casos acima mostram a dicotomia em que Lula se encontra neste momento: ou se apoia nos movimentos populares e enfrenta as mobilizações da direita com medidas governamentais operárias; ou pode acabar como Getúlio Vargas, tendo que se entregar, e até mesmo novamente acabar na cadeia.

O Partido da Causa Operária, já chamando o PT e a CUT para realizarem um amplo congresso da classe trabalhadora e dos movimentos sociais, visando dar viabilidade e suporte ao governo, no mesmo molde que fez Hugo Chávez. É tão somente o povo, a classe trabalhadora, que pode derrotar os golpistas.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.