Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Al Neymar

Neymar foi insultado pelos malcriados do PSG

Ultras do PSG insultaram Neymar

Em jogo realizado neste sábado (26) pelo campeonato francês, em que o PSG (Paris Saint-Germain) venceu o Lens por 3 x 1, a torcida do PSG, por seus “ultras”, levou uma faixa para o estádio em que estava escrito: Neymar: finalmente nos livramos do malcriado (Neymar: finally rid of the rude).

Antes de mais, é preciso dizer que as torcidas da Europa, especialmente da França, em nada tem a ver com as organizadas brasileiras e o torcedor brasileiro. A criação de um time e sua torcida, no Brasil, é de caráter popular, é de origem trabalhadora em sua grande maioria. Na Europa, não. Para se ter uma ideia, tem muito torcedor brasileiro que é mais velho que o próprio PSG (fundado em 1970). Não é um aspecto fundamental da formação da cultura do povo, mas um hobby.

Dito isso, a manifestação da torcida revela um dos importantes motivos da saída de Neymar do PSG, da França. A própria torcida não gostava de Neymar, repercutindo, na arquibancada, a posição da imprensa de conjunto que atacou muito o jogador desde sua chegada até sua saída. 

Neymar fechou contrato com os árabes do Al Hilal, e a faixa da torcida do PSG contrasta com a verdadeira festa, comparada a uma virada de ano, que o jogador brasileiro recebeu nas arábias. O que fizeram para a chegada de Neymar é uma coisa nunca antes vista para a chegada de um jogador de futebol em um clube. E deixou os brasileiros orgulhosos, esta é a verdade.

Deveria levantar muita suspeita um dos maiores craques do mundo, o melhor da atualidade, ser tratado assim por uma torcida de futebol. A saída dele de um clube seria motivo de lamento, por qualquer torcedor que goste, mesmo, de futebol.

A verdade é que a vida do jogador brasileiro na Europa é quase igual à vida de qualquer brasileiro vivendo na Europa. É difícil. E a dificuldade de adaptação ao continente, que é parte de todo um folclore, é uma realidade, e para um boleiro brasileiro é ainda mais.

Os motivos de sua saída já foram bastante abordados por este diário Causa Operária, mas cabe atualizar a situação do craque do hexa, que neste momento está treinando com bola no Al Hilal, se recuperando de uma lesão. 

dissemos que “o futebol também é um instrumento para o atual governo saudita abrir o regime, até pouco tempo atrás controlado a mão de ferro pelo imperialismo, principalmente o norte-americano. Os sauditas querem estabelecer melhores relações com outros países e, para isso, precisam melhorar sua imagem globalmente”. Não é que a Europa não quer mais Neymar, é Neymar que desistiu da Europa, e a torcida do PSG revela um dos motivos para isso. 

“O Al-Hilal é um clube gigante, com torcedores fantásticos. É o melhor na Ásia. Isso me dá o sentimento de que esta é a decisão correta para mim, na hora certa, no clube certo. Eu amo vencer e fazer gols, e planejo continuar a fazer isso na Arábia Saudita, com o Al-Hilal”, disse Neymar quando de sua apresentação. Que assim seja. 

Também é um fato importante de ser notado que quem comprou Neymar, na realidade, foi o Fundo Investimento Público da Arábia Saudita. E este fundo é dono de 75% do capital do Al Hilal. A compra de Neymar é um projeto de Estado. 

É de se destacar que a Arábia Saudita acaba de entrar no Brics, coincidência ou não, parecem que bons ventos soprarão para Neymar no Al Hilal, e esperamos que o outrora menino da Vila nos traga o Hexacampeonato mundial de futebol, e tudo aponta para isso. 

Neymar não é malcriado, rude, ou o que quer que seja. Só que, em razão de seu futebol, que é genial, conseguiu impor sua vontade diante dos poderosos do futebol, o que quase ninguém conseguiu fazer até hoje. A reação malcriada da torcida do PSG e do restante da imprensa só servem para demonstrar isso.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.