PL da Ditadura

Moraes censura Telegram e mostra que PL 2630 é um AI-5 digital

Reação ditatorial contra Telegram confirma o que a própria plataforma denunciou: o PL das "Fake News" é censura

Nessa terça-feira (09), o Telegram divulgou uma nota para todos os seus usuários no Brasil com sua opinião sobre o Projeto de Lei (PL) 2630, o PL das “Fake news”. De maneira absolutamente correta, a plataforma começa afirmando que a lei que está prestes a ser aprovada vai “acabar com a liberdade de expressão”.

A mensagem, que coloca abertamente a opinião da plataforma, explica detalhadamente os motivos para tal afirmação. Além disso, chama os usuários a falar com os deputados para pressionar contra a aprovação da lei.

Essa mensagem resultou numa onda de histeria completa contra o Telegram. Primeiro foi a imprensa golpista, uma das maiores interessadas no PL da Censura, que acusou o Telegram de estar “espalhando fake news”. O Globo já afirmou que o “aplicativo divulgou desinformação sobre o projeto que regulamenta as plataformas digitais”. Quando a imprensa golpista, que adora parecer imparcial e neutra, abandona essa farsa e passa a atacar abertamente determinada política, podemos ter certeza que a burguesia está imbuída em aprovar essa lei.

Outro órgão que é uma verdadeira excrescência da imprensa golpista, a Folha de S. Paulo, também abandonou a farsa da imparcialidade e disse: “Telegram distorce PL das Fake News e fala em censura e fim da liberdade de expressão”. Os capitalistas estão unidos para censurar o povo nas redes sociais.

A afirmação do Globo revela bem o teor do PL das “Fake News”: bastou publicar uma opinião contrária ao que a imprensa capitalista diz que logo você será acusada de estar espalhando “desinformação”.

No mesmo dia, o ministro da Justiça Flávio Dino, que está servindo como instrumento lamentável das grandes corporações imperialistas e da imprensa golpista para aprovar o PL, publicou um tuíte ameaçando o Telegram: “providências legais estão sendo tomadas contra esse império de mentiras e agressões”. Qual seria esse “império”? A pergunta que deve ser feita ao senhor Flávio Dino é: se o Telegram é um “império de mentiras”, o que seria a Rede Globo? É uma lástima que alguém que se diga minimamente de esquerda possa servir como instrumento de manipulação de um órgão que há décadas produz mentiras contra o povo brasileiro como é o caso da Globo.

Não demorou muito para que as instituições repressivas entrassem em ação. O Ministério Público Federal pediu “explicações urgentes ao Telegram”. O Ministério da Justiça, de Flávio Dino, também notificou o Telegram.

E por fim, não poderia deixar de aparecer ele, Alexandre de Moraes, para efetivamente censurar o Telegram. O ministro do STF, cuja principal função é atacar as liberdades democráticas do povo, obrigou o Telegram a apagar as mensagens. Uma decisão que entra para a coleção de absurdos ditatoriais do STF.

A censura à mensagem do Telegram é uma prévia do que será o PL das “Fake News”. Só pode falar quem é da turma dos capitalistas, do STF e da Rede Globo e só pode ter direito de opinião se ela for exatamente como a dessa corja.

Papel lamentável cumpre um setor da esquerda que aplaude essa política. Como aconteceu em todas as vezes em que a burguesia lança mão de uma política histérica baseada na moralidade, quem vai pagar caro no final será a própria esquerda. Para quem tem memória curta, basta lembrar o que deu a campanha contra a corrupção e a lei da ficha limpa, por exemplo: golpe de Estado e prisão de Lula.

Flávio Dino, que não teve competência para conter os bolsonaristas no dia 8 de janeiro, agora aparece na televisão e faz declarações tentando mostrar que ele é superpoderoso. Flávio Dino, porém, não tem nada de poderoso, ele está muito confiante em levar adiante essa política desastrosa justamente porque tem o apoio dos grandes capitalistas.

A mesma coisa pode ser dita de Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade, cuja grande combatividade é fazer discurso no Senado. Ele levou o caso ao STF e afirmou cinicamente que é “uma pena que o Telegram tenha notificado seus usuários de que a democracia estava sob ataque com 4 anos de atraso”. A declaração é de um cinismo grotesco, primeiro porque o golpe foi dado pelos que querem a todo o custo aprovar esse PL, como é o caso da Rede Globo e da imprensa golpista em geral, segundo porque o próprio partido de Randolfe não lutou contra o golpe, inclusive com alguns de seus membros votando a favor do impeachment de Dilma.

É preciso denunciar a histeria cuja função é passar uma lei que, exatamente como afirmou o Telegram, será um atentado contra a liberdade de expressão e contra os direitos do povo brasileiro. É preciso derrotar esse PL da censura e da ditadura.

 

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.