Nord Stream

Mais comentários sobre a destruição do gasoduto pelos EUA

Esta sabotagem é a mais grave acção terrorista cometida desde a Segunda Guerra Mundial.

O jornalista norte-americano Seymour Hersh, que esteve já na origem das informações sobre o massacre de Mỹ Lai no Vietname (Vietnã-br), ou sobre os actos de tortura em Abu Ghraib, ou ainda sobre o falso ataque com gás sarin na Síria, acaba de revelar como os gasodutos Nord Stream foram sabotados [1].

Mergulhadores da US Navy (Marinha de guerra EUA-ndT) colocaram explosivos sob os gasodutos Nord Stream no Verão passado (durante a « Operação Baltops 22 » da OTAN, de 5 a 17 de Junho de 2022), que três meses mais tarde os Noruegueses activaram, em 26 de Setembro, largando uma bóia a partir de um avião que os fez explodir.

A operação foi dirigida por Jacob Sullivan (Conselheiro de Segurança Nacional), Antony Blinken (Secretário de Estado) e Victoria Nuland (Sub-secretária de Estado para os Assuntos Políticos). Estas três personalidades fazem parte do círculo muito restrito de discípulos do filósofo Leo Strauss. A sua planificação (planejamento-br) começou em Dezembro de 2021, quer dizer, dois meses antes da intervenção militar russa na Ucrânia em aplicação da Resolução 2202 do Conselho de Segurança (apresentada como uma «invasão» pela propaganda da OTAN).

Em 7 de Fevereiro de 2022, recebendo o Chanceler alemão Olaf Scholz, o Presidente Joe Biden tinha declarado : « Se a Rússia invadir… não haverá mais Nord Stream 2. Poremos fim a isso ».

Em Junho de 2022, o Parlamento norueguês adoptou um acordo militar com os Estados Unidos concedendo-lhe direitos de acesso e de uso ilimitados em quatro zonas do seu território.

A operação foi executada pela US Navy de maneira a não ter que prestar contas ao Congresso, quando o Comando de Forças Especiais (SoCom) a tal é obrigado.

Esta sabotagem é a mais grave acção terrorista cometida desde a Segunda Guerra Mundial.

As vítimas são os proprietários dos gasodutos, a sociedade russo-alemã-holandesa-francesa com sede na Suíça, Nord Stream AG. O impacto desta sabotagem devastou a economia da União Europeia, causando um aumento vertiginoso dos preços da energia e falências em cadeia.

*A matéria não reflete necessariamente a opinião do jornal

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.