Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Guerra da Ucrânia

Jornalista da Sputnik morre após lançamento de bombas cluster

Vice-embaixador da Rússia na ONU declarou que EUA estão ultrapassando todos os limites morais

Rostislav Zhuravlev foi bombardeado fatalmente pelo lado ucraniano durante a operação militar especial russa. A ação ocorreu perto do vilarejo de Pyatikhatka, na região de Zaporozhie.

Rostislav Zhuravlev, correspondente militar da Sputnik, foi morto em um bombardeio ucraniano na zona da operação militar especial, informou neste sábado (22) um correspondente da agência.

O Ministério da Defesa da Rússia informou que no sábado, por volta das 12h00 do horário local (06h00 em Brasília), as Forças Armadas da Ucrânia lançaram um ataque de artilharia contra um grupo de jornalistas das agências de notícias Sputnik e Izvestia, que preparavam materiais sobre os bombardeios da artilharia ucraniana com munições de fragmentação de povoações da região de Zaporozhie.

Como resultado de um ataque com munições cluster, ou munições de fragmentação, quatro jornalistas russos ficaram feridos, eles foram logo evacuados para receber assistência médica qualificada. Durante a evacuação, o correspondente militar Rostislav Zhuravlev morreu devido aos ferimentos resultantes da explosão de uma submunição cluster.
O estado de saúde dos outros jornalistas é de gravidade moderada, estável e não há ameaça à vida. Eles estão recebendo todos os cuidados médicos necessários.

Segundo Yevgeny Balitsky, governador interino da região de Zaporozhie, em seu canal no Telegram, o ataque ocorreu enquanto Zhuravlev seguia da cidade de Vasilievka, na região de Zaporozhie, para a aldeia de Vladimirovka.

O fotógrafo da Sputnik Konstantin Mikhalchevsky sofreu ferimentos de diversa gravidade e agora está no hospital, onde está recebendo todos os cuidados médicos, segundo o governador interino da região de Zaporozhie, Yegveny Balitsky.

Margarita Simonyan, editora-chefe do RT, junto com Balitsky, expressou suas condolências.

“Morreu o nosso correspondente de guerra, Rostislav Zhuravlev. Há outros rapazes feridos. Munições de fragmentação. Nós nos lembramos de todos e nos lembraremos de tudo”, escreveu Simonyan em seu canal no Telegram.

“Com imenso pesar, o corpo jornalístico também está sofrendo perdas. Esta já é a segunda vítima para nós: nosso fotógrafo Andrei Stenin foi o primeiro a cair pela verdade logo no início da guerra em Donbass, que foi desencadeada pelo regime de Kiev em 2014. Rostislav era um profissional muito experiente, ele era o primeiro a chegar às áreas mais perigosas: Mariupol, Volnovakha, Lisichansk, Volchansk, Kupyansk, e ele era sempre o primeiro a transmitir informações precisas e importantes”, elaborou Dmitry Kiselev, diretor-geral da Rossiya Segodnya.

Kiselev expressou as mais profundas condolências à sua família e entes queridos.

“Mas acreditamos que tais sacrifícios não são em vão, pois tanto o Exército quanto os correspondentes de guerra defendem ideais elevados”, comentou.

O uso de munições de fragmentação é desumano e a responsabilidade pela morte dos jornalistas que foram atingidos por essas armas não é apenas da Ucrânia, mas também dos EUA, disse Konstantin Kosachev, vice-presidente do Conselho da Federação da Rússia.

Por sua vez, Dmitry Polyansky, vice-embaixador permanente da Rússia na ONU, afirmou no Twitter que os EUA estão ultrapassando todos os limites morais.

Fonte: Sputnik

*As opiniões contidas neste artigo não expressam, necessariamente, as deste Diário.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.