Mesmo com embargos

Cuba assume desafios de inovação tecnológica

Melhorar a qualidade do serviço, reduzir procedimentos e interagir com a população fazem parte dessa visão

  • Prensa Latina

A ilha partilhou as suas experiências e desafios esta semana durante o Fórum da Cimeira Mundial da Sociedade da Informação (CMSI), que decorreu até ontem nesta cidade suíça, encontro em que González chefiou a delegação da nação antilhana.

Em diálogo com Prensa Latina, o alto funcionário discutiu detalhes da participação no mecanismo anual de acompanhamento da cúpula que promove o acesso inclusivo às Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), objetivo pelo qual ratificou o compromisso de seu país.

Continuamos a avançar em várias áreas, nomeadamente no desenvolvimento das infraestruturas de telecomunicações, Governo e Comércio electrónico, criação de plataformas digitais próprias e formação de capital humano, que tem sido um dos pontos fortes da Revolução, explicou.

Segundo o primeiro vice-ministro, no âmbito desta estratégia, a cobertura da Internet atinge perto de 70% da população, com passos na implantação da tecnologia 4G.

Os avanços na transformação digital são acompanhados por ações de cibersegurança, sob a premissa de proteção de dados públicos e pessoais, especificou.

González insistiu na prioridade dada em Cuba à moderna ferramenta de governo eletrônico com mais de 260 plataformas ou portais ativados, com base no enfoque de ir além da presença de instituições na Internet para facilitar a interação com o povo e a participação cidadã.

Melhorar a qualidade do serviço, reduzir procedimentos e interagir com a população fazem parte dessa visão, com uma transformação digital que visa melhorar a vida das pessoas e promover o desenvolvimento económico, sublinhou.

Para o representante da ilha no fórum da WSIS, não se pode ignorar que Cuba está trabalhando nessa área em um contexto particular, marcado pelo bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos há mais de seis décadas.

O cerco de Washington representa o principal obstáculo ao desenvolvimento e utilização das TIC, causando graves limitações no setor das telecomunicações, impacto que podemos ilustrar, por exemplo, com a impossibilidade de acesso a dezenas de plataformas internacionais envolvidas no fluxo e intercâmbio de informações, denunciou.

Ele também lembrou que a maior das Antilhas enfrenta ataques sistemáticos e ações desestabilizadoras do ciberespaço, que contradizem o espírito da Cúpula Mundial da Sociedade da Informação.

Diante do cenário complexo, González reiterou que seu país segue no rumo, com vontade política e respostas que incluem o aumento das possibilidades e capacidades da indústria nacional.

Somos favorecidos pelo capital humano criado pela Revolução nestes anos e pela visão de defesa da identidade, cultura e soberania no caminho para a informatização da sociedade, insistiu.

* A matéria não expressa necessariamente a opinião desse jornal

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.