Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Independência

Os crimes de Bolsonaro contra a nacionalidade brasileira

A extrema direita captura o 7 de Setembro e deixa a esquerda chupando o dedo


Pelo segundo ano consecutivo, em pleno ano do bicentenário da Independência do Brasil, Bolsonaro larga na frente da esquerda e comemora a Independência fazendo um grande ato de campanha eleitoral.

Tanto em Brasília quanto em São Paulo, na avenida Paulista, Bolsonaro reuniu milhares de seguidores da sua base popular para comemorar o 7 de Setembro. As comemorações deste ano mostraram que Bolsonaro soube muito melhor do que a esquerda organizar sua base, e usá-la quando necessário. Os empresários seguidores de Bolsonaro se juntaram e levaram milhares de pessoas para esses dois eventos, foram muitos ônibus que saíram de todos os estados do país a fim de apoiar Bolsonaro. O próprio Bolsonaro saiu do ato de Brasília que aconteceu de manhã direto para a avenida Paulista, para o ato da parte da tarde.

Enfim, a esquerda acabou sendo totalmente capturada e usada em benefício da extrema-direita. Um erro que ao que tudo indica sairá caro para a esquerda e para Lula, pois o povo brasileiro não é antinacional, e as pautas nacionalista unificam a população. 

Outra questão foi a estratégia muito bem articulada de trazer o coração de D. Pedro I para a comemoração do bicentenário. O coração veio da cidade do Porto em Portugal em um avião da Força Aérea Brasileira na cabine de passageiros, acompanhado de três autoridades portuguesas e um representante do governo brasileiro. O coração ficou em exposição no Palácio do Itamaraty de 25/08 a 05/09, monitorado pela Polícia Federal e Forças Armadas. Conforme o chefe do cerimonial do Itamaraty, o coração foi recebido com honrarias de Chefe de Estado. 

 A esquerda deveria ter saído na frente em defesa do Brasil, da sua unidade, e não colaborar com os movimentos imperialistas de destruir a história do país e principalmente do plano de dividir o Brasil a fim de tomar posse mais facilmente, já que gigante como o Brasil é, fica muito mais difícil, diríamos, impossível de fazer.  

A verdade é que Bolsonaro é de uma hipocrisia descomunal, seus dias de nacionalista há muito já se foram, quando ele concordava com o PT que a Petrobrás não podia ser privatizada, por exemplo. A esquerda deveria ter aproveitado a situação para denunciar isso e mostrar o valor do nosso país e do nosso povo. 

Ao invés disso, a esquerda não participou nem do ato do “Grito dos Excluídos”, que é um ato tradicional da ala progressista da Igreja Católica e acontece desde 1995. Este ano foi um ato minúsculo em que a maioria eram os próprios excluídos moradores da Praça da Sé, e alguns poucos representantes de alguns sindicatos pelegos, coletivos e instituições que acharam que levar cachorro quente e arroz doce para o pessoal, era um grande ato político. 

A esquerda, principalmente o PT e a CUT, perderam a oportunidade de chamar as pessoas para comemorar o 7 de Setembro, de deixar claro que nós somos os verdadeiros brasileiros, que nós da esquerda defendemos verdadeiramente o país da dominação estrangeira e mais ainda do imperialismo estadunidense. Ao invés de disputar a bandeira e as cores verde e amarelo, a esquerda deveria defender um programa nacional  para afirmar a independência do Brasil do jugo imperialista estadunidense, um plano de nacionalização das riquezas do país, defender a Amazônia, enfim, defender um nacionalismo verdadeiro.   

É preciso deixar claro que balançar bandeira e cantar hino não é defesa, é só um teatro de quem bate continência para a bandeira dos EUA e alardeia que ama o estado de Israel. Que entregou a Base de Alcântara para os militares dos EUA, privatizou a Eletrobrás e a Petrobras, entregando nossas riquezas naturais  praticamente de graça. É puro cinismo.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.