Por quê estou vendo anúncios no DCO?

"Saída" do governo

O que quer o PSOL?

Partido da coligação que elegeu Lula, aprova a sua neutralidade diante do futuro governo


Por 56 votos a seis e uma abstenção, o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), em reunião do seu diretório nacional, no dia 17 último, decidiu que não vai participar do governo Lula.

Primeiro, é uma decisão estranha. Não é que o partido tenha apoiado Lula num segundo momento, num improviso durante a eleição. Ao contrário, não lançou candidato para entrar na coligação de Lula. Fato que, diga-se de passagem, garantiu que a maioria dos deputados eleitos pelo partido fosse resultado da participação na coligação do PT.

No mundo político real, qual o sentido de um partido entrar em uma coligação, elaborar um programa de governo dentro dessa coligação, participar da campanha, chamar o voto e a na hora que o candidato é eleito, não participar desse governo?

Se o partido da coligação não quiser   participar do governo precisaria ver qual a restrição, afinal o governo eleito é, em grande medida, expressão da sua  própria política. Caso o presidente eleito negasse todo o programa da coligação, haveria uma justificativa, afinal estaria fraudando o programa pelo qual foi eleito, mas isso não é a questão, pelo menos até agora. Por quê, então, não entrar?

O que acontece é que toda uma ala do PSOL, quer ficar de fora do governo para fazer oposição. Esse é o único sentido. É uma espécie de esquizofrenia política. É desmoralizante, não é sério.

Espaço para todos

A realidade é que o que parece ser uma loucura é complementado com uma outra ainda mais estranha. A reunião do diretório definiu que se algum dos membros do partido quiser participar do governo, tem que se licenciar do partido. Em outros termos, isso significa um acordo podre e ultra oportunista.

A direção do PSOL definiu uma posição que pareceria ser política, mas deixou uma cláusula para o oportunismo e o carreirismo pessoal. O normal seria que quem entrasse no governo fosse expulso, pois estaria em oposição a uma deliberação partidária. 

Falência política

O PSOL é o retrato de um partido em  falência completa. Uma parte do partido quer entrar no governo. Seria a parte mais normal, afinal estava na coligação. Receber um cargo, verbas, ter poder, é sedutor e nesse sentido natural. 

Uma outra parte que sabe que não vai entrar no governo de jeito nenhum, só ver um sentido que é fazer oposição ao governo que ajudou a eleger, ao mesmo tempo que diz que não vai fazer oposição.

Num primeiro momento vai ficar calada, mas assim que aparecer alguma coisa que mexa com a classe média que representa, ou seja, assim que a burguesia mobilizar a classe média bem pensante, liberal, contra o PT, vai passar a fazer oposição.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.