Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Contra a rapinagem

O BNDES deve ser um banco de fato do desenvolvimento

O golpe foi responsável por cortar grande parte do investimento do BNDES na economia nacional, é necessário reverter por completo esta política


O novo governo Lula iniciou, na última semana, o chamado período de transição, um momento no qual questões do orçamento, definições de ministério, entre outros problemas são discutidos pela equipe responsável pelas alterações. No entanto, o problema central do novo governo, como já aponta a imprensa burguesa, será justamente a economia. Após seis anos de golpe de Estado, a burguesia não quer ver desaparecer sua política neoliberal, e o BNDES é visto por Lula como um dos pilares da nova política econômica de desenvolvimento nacional.

Nesse sentido, a imprensa burguesa vem montando uma operação de especulação sobre os ministérios e de chantagem contra o novo governo. Em todos os lugares, vê-se matérias explicando que seria impossível para Lula cumprir o que prometeu em campanha, e o caso específico do BNDES, muitas vezes apresentado por Lula como um financiador do desenvolvimento nacional, seria um ponto de críticas à política petista. Segundo a imprensa, Lula não haveria condições econômicas de promover um financiamento em passa das médias e pequenas empresas, e deveria se contentar com menos do que foi feito em seus primeiros mandatos.

O fato é que os setores que se colocam contra o uso do BNDES como um banco voltado ao desenvolvimento econômico do País são os mesmos que são defensores da política de rapina dos grandes bancos e do mercado financeiro. O principal setor da burguesia e do imperialismo, aquele ligado aos bancos, é contra o desenvolvimento econômico e industrial do Brasil. O motivo é que, no lugar de investir em indústrias e no desenvolvimento das empresas nacionais, a necessidade número um que apontam estes setores é a manutenção e crescimento dos lucros dos grandes conglomerados financeiros.

Lula, ao contrário do que aponta a campanha da imprensa golpista, precisa não recuar, mas sim, ir além do que fez em seus primeiros mandatos. Além de financiar as principais empresas nacionais, o BNDES deve ser utilizado como um banco voltado de fato para o desenvolvimento, ou seja, possibilitando uma reindustrialização do País em uma política que abra espaço para o pequeno e médio negócio, para o desenvolvimento por meio do financiamento do Estado, das industrias e da estrutura que permita este avanço.

O golpe foi responsável por cortar grande parte do investimento do BNDES na economia nacional, é necessário reverter por completo esta política e tornar o Estado nacional um grande pilar do investimento na industrialização do País.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.